Acidente

Enterro de Eduardo Campos está marcado para a tarde deste domingo

Com cortejo e missa campal, velório começa no fim da noite deste sábado (16) no Recife

Por: Redação VEJASÃOPAULO.COM - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

O corpo do presidenciável Eduardo Campos, morto em acidente aéreo na última quarta-feira (13), deve chegar ao Recife por volta das 23 horas deste sábado (16).

+ Piloto do avião de Eduardo Campos reclamou de cansaço

+ Confira a repercussão da morte do presidenciável Eduardo Campos

Aviões  da Força Aérea Brasileira farão os traslados dos restos mortais das vítimas do acidente ocorrido na última quarta-feira (13). Partem com destinos a Refice (PE), Aracaju (SE), Maringá (PR) e Governador Valadares (MG). Os corpos de Campos, do cinegrafista Marcelo de Lyra, do assessor Carlos Augusto Ramos Leal Filho (o Percol) e do fotógrafo Alexandre Severo serão levados pelo avião C-130 Hercules. 

+ Vídeos mostram destroços após queda de aeronave de Eduardo Campos em Santos

+ Moradora do bairro do Boqueirão testemunhou queda do avião e conta como foi o acidente

A chegada dos corpos à capital pernambucana será seguida de um cortejo até cerca de 2 horas da manhã, quando deve começar o velório no Palácio Campos das Princesas, sede do governo de Pernambuco. Durante a cerimônia serão velados também os corpos do fotógrafo Alexandre Severo e do assessor de imprensa Carlos Augusto Ramos Leal Filho.

No mesmo local, está marcada para amanhã (17) uma missa aberta ao público, às 10 horas. O enterro deve acontecer depois das 16h, no cemitério de Santo Amaro, Centro da capital pernambucana. É esperada a presença da presidente Dilma Rousseff (PT), do candidato tucano à presidência, Aécio Neves, e de Marina Silva, que era vice de Campos na chapa, e do ex-presidente Lula. 

Um multidão se aglomerada em frente ao Palácio Campos das Princesa desde o início da tarde deste sábado.

O jato que levava Campos e outras seis pessoas caiu em Santos, no litoral de São Paulo, onde o candidato teria compromissos de campanha. Com ele, estavam o assessor de imprensa Carlos Percol, o assessor de Campanha Pedro Almeida Valadares Neto, os fotógrafos Alexandre Severo e Marcelo Lyra, o os pilotos Marcos Martins e Geraldo Magela Barbosa da Cunha.  

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o presidente do PSB, Roberto Amaral, afirmou que quer manter o nome de Marina Silva como candidata à Presidência da República, em substituição a Eduardo Campos. Essa decisão será confirmada somente na próxima quarta (20), quando todos os partidos que compõem a coligação Unidos pelo Brasil apoiarem o nome da ex-senadora.

Fonte: VEJA SÃO PAULO