Mistérios da Cidade

Os elevadores mais antigos de São Paulo

Os grandes prédios no Brasil só foram construídos após essa invenção

Por: Mauricio Xavier [Com reportagem de Lívia Roncolato, Nathalia Zaccaro e Ricky Hiraoka] - Atualizado em

elevadores
O livro 'Os Céus Como Fronteira: a Verticalização no Brasil' aborda a trajetória do equipamento (Foto: VEJA SÃO PAULO)

O recém-lançado livro Os Céus Como Fronteira: a Verticalização no Brasil (Grifo Editora, 307 páginas) retrata o processo de construção de grandes edifícios no país, que se tornaram viáveis após a invenção do elevador, no século XIX. Produzida por onze autores, principalmente historiadores e arquitetos, a obra aborda a trajetória do equipamento. Veja abaixo alguns dos primeiros instalados em São Paulo:

Colégio São Bento (Largo São Bento): 1908

Hospital Santa Catarina (avenida Paulista): 1920

Correios e Telégrafos (avenida São João): 1922

Edifício Sampaio Moreira (rua Líbero Badaró): 1924

Edifício Martinelli (avenida São João): 1929

Edifício Esther (avenida ipiranga): 1934

+ Site aproxima donos de imóveis e grafiteiros

+ Duelo na frigideira: batata-inglesa vs. batata-doce

+ Por onde andam as ex-panicats?

Fonte: VEJA SÃO PAULO