Shows

Djavan lança disco em noites concorridas no Credicard Hall

Ingressos para sexta (15) e sábado (16) esgotam-se e show extra é marcado para quinta (14)

Por: Carol Pascoal - Atualizado em

Djavan
O cantor e compositor: fim à frase crooner (Foto: Tomás Rangel)

Ao longo de quatro anos, Djavan não escreveu nenhum verso. Queria realizar um antigo desejo de lançar um disco apenas com canções de outros artistas. Assim surgiu Ária, de 2010. “A ideia era retornar ao início da minha carreira, quando eu era crooner”, diz.

+ Medalhões da MPB ocupam palcos paulistanos

Encomendada por Maria Bethânia para o álbum Oásis de Bethânia (2012), Vive foi a primeira música criada depois desse recesso. “Tive receio de não conseguir voltar a compor, mas foi bem tranquilo.” Djavan juntou essa faixa a doze novidades para gravar Rua dos Amores (2012), que ele lança na cidade ao lado de sete instrumentistas.

Como se esgotaram os ingressos para as noites de sexta (15) e sábado (16), um show extra foi marcado para quinta (14).

No CD, além de retomar o processo criativo, o cantor teve o desafio de abordar o amor com frescor e sem soar repetitivo. A funkeada Pecado e a triste balada Bangalô, presentes no repertório da apresentação, são bons frutos. Sempre esperadas pelos fãs, Sina e Flor-de-Lis estão garantidas sob arranjos atualizados. “Assim tenho a ilusão de que estou cantando músicas novas”, diverte-se.

Fonte: VEJA SÃO PAULO