Cinema

Anima Mundi: veja o que você não pode perder

Festival completa 18 anos e reúne 452 animações, oficinas gratuitas, convidados especiais e a pré-estreia de 'Meu Malvado Favorito'

Por: Camila Taira - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Entre 28 de julho e 1º de agosto, São Paulo recebe o maior festival de animação do Brasil. Depois de dez dias de evento no Rio de Janeiro, o Anima Mundi chega à cidade com 452 filmes selecionados, oficinas gratuitas, convidados especiais e a pré-estreia de “Meu Malvado Favorito”.

+ Confira tudo sobre o Anima Mundi

+ Veja galeria de fotos

Vitrine de jovens e experientes animadores, o Anima Mundi comemora 18 anos. “O que testemunhamos ao longo desse tempo foi o crescimento não só do festival, mas da animação como um todo. Vimos a inserção do Brasil nesse crescimento mundial. Há pelo menos cinco anos, o Brasil é o país que mais inscreve filmes no Anima Mundi”, diz a animadora Aída Queiroz, uma das criadoras do evento.

Na programação deste ano, o público paulistano poderá conferir animações de 52 países no Memorial da América Latina e no Centro Cultural Banco do Brasil. Dos 452 trabalhos, 108 são nacionais.

Um dos destaques do Anima Mundi é a pré-estreia de 'Meu Malvado Favorito', longa-metragem dirigido por Pierre Coffin e Chris Renaud, que participou da produção de 'A Era do Gelo' e 'Horton e o Mundo dos Quem'. A sessão acontece na sexta (30), na sala 3D do Bourbon Pompeia Espaço Unibanco. 

Passeio de Domingo - Anima Mundi
Cena do curta português 'Passeio de Domingo', de José Miguel Ribeiro (Foto: Divulgação)

O festival também reserva um espaço para o voto do público. Nas produções da mostra competitiva, os espectadores votam em seus filmes favoritos ao final de cada sessão. No último dia do evento (1/08), os vencedores são conhecidos.

Para os aficcionados por animação, mostras especiais reúnem projetos feitos em renomadas escolas internacionais como a CalArt, a GOBELINS e a Universidade de Buenos Aires (UBA). O trabalho de Stephen Hillenburg _ criador e produtor do desenho animado 'Bob Sponja - Calça Quadrada' _ também tem destaque na programação.

O trabalho de outros profissionais da animação é discutido no 'Papo Animado', encontro de animadores com o público. Este ano, Cordell Barker (de 'Runaway', premiado no Festival de Cannes em 2009), Daniel Greaves (de 'Manipulation') e Guilherme Marcondes (de 'Tyger') vêm para São Paulo para falarem sobre os seus trabalhos.

Quem quiser dar os primeiros passos na animação pode se aventurar nas oficinas gratuitas que serão promovidas durante o festival. Todos os dias, no Memorial da América Latina, estarão disponíveis estúdios de técnicas de animação - como areia, desenho animado, película, massinha e pixilation, em que os participantes criam uma história em poses sequenciais, fotografadas uma a uma.

Por conta do sucesso do Anima Mundi, a dica é chegar com pelo menos uma hora de antecedência para adquirir os ingressos, que custam R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia-entrada).

Profissão: animador

O Anima Mundi reserva ainda workshops com feras da área. Quinta (29), Jordi Grangel ministra uma aula sobre criação de personagens. O animador trabalhou com o diretor Tim Burton no longa stop-motion 'A Noiva Cadáver'.

Na sexta (30), o também designer Guilherme Marcondes mostrará ao público o processo de produção de uma animação, partindo da inspiração até o processo de preparação para as filmagens. As aulas custam R$ 20,00 e exigem inscrição prévia no site do festival.

Fonte: VEJA SÃO PAULO