Primavera

Alcachofra já aparece nos cardápios

Com a nova estação, restaurantes incluem receitas com a flor comestível em seus menus 

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Embora a alcachofra tenha jeitão de comida de inverno, o pico da safra da flor comestível ocorre em setembro e outubro. Não à toa, com a chegada da primavera. De acordo com a Ceagesp, cerca de 592 toneladas do vegetal foram vendidas pelo antigo Ceasa durante esse mesmo período em 2012.

Ao preparar a alcachofra em casa, a receita mais comum consiste em cozinhá-la em água salgada (ou caldo de legumes) e saborear as pétalas besuntadas de azeite ou manteiga derretida. Nos restaurantes, por outro lado, o ingrediente surge em composições mais sofisticadas e pode dar origem a risotos, pizzas, massas e mais sugestões.

Confira abaixo restaurantes que servem pratos com a flor comestível:

Cantina do Piero - Il Vero: a concorrida cantina nos Jardins promove um festival de pratos com alcachofra até o fim de novembro. Além do antepasto feito com o vegetal (R$ 17,00) e da versão inteira recheada de tomate, alho, miolo de alcachofra e bacon (R$ 21,00), presentes no cardápio fixo, oferece durante o período outros três pratos com a flor: risoto (R$ 73,50), rigatoni com presunto cru (R$ 84,50) e penne ao azeite com alho laminado (R$ 84,50). 

Josephine: até o fim da primavera, propõe a salada gênova (R$ 41,90), de folhas verdes, fundo de alcachofra, lâminas de salmão defumado, gergelim e tomate seco, e o risoto de alcachofras e tomate-cereja (R$ 50,30).

Mercearia do Frances - alcachofra
Mercearia do Francês: risoto de alcachofra trufado com pinhole (Foto: Peu Reis)

Jullia: a pizzaria de Santana, na Zona Norte, lançou uma cobertura à base de molho de tomate, ricota fresca cremosa, corações de alcachofrinhas e pesto de azeitonas pretas (R$ 64,00, com oito pedaços, e R$ 44,00, com quatro).

Le Marais Bistrot: o festival da alcachofra segue em cartaz até 4 outubro. Para iniciar o almoço ou o jantar, há nhoque de semolina gratinado com alcachofra (R$ 28,00) e tartare do vegetal mais lagostim ao perfume cítrico (R$ 31,00). Podem ser pedidos como pratos principais a alcachofra à provençal com lagosta assada (R$ 72,00); o espetinho de camarão com fricassê de alcachofra e emulsão de gengibre (R$ 62,00); e a flor comestível recheada de risoto de camarão e limão-siciliano confitado (R$ 66,00).

Mercearia do Francês: apenas durante a temporada da alcachofra, prepara um risoto à base da flor mais pinhole e azeite trufado por R$ 54,00.

Zucco - alcachofra
Zucco: focaccia de alcachofra (Foto: Divulgação)

Spadaccino: até o fim de outubro, o italiano da Vila Madalena oferece diversos pratos com a flor. A seleção de entradas inclui alcachofra inteira recheada de pão, anchovas, alho e salsinha (R$ 21,00) ou molho vinagrete (R$ 18,00) e apenas o fundo do vegetal gratinado (R$ 28,00). Na sequência, aparecem receitas como a torta na massa folhada acompanhada de salada com presunto cru (R$ 39,00), o risoto (R$ 47,00) e penne incrementado ainda por fígado de frango (R$ 42,00), entre outras sugestões.

Zucco: propõe cinco opções de prato à base de alcachofra. O ingrediente pode compor entradas como o antepasto misto de presunto de Parma, bresaola, mortadela, queijo grana padano, alcachofrinhas confitadas e azeitonas pretas (R$ 46,00) e a focaccia com alcachofra, minimussarela e presunto de Parma (R$ 32,00). O coração da flor comestível gratinado com espinafre e camarão pode ser saboreado em dois tamanhos (R$ 35,00, o pequeno, e R$ 49,00, o grande). a seleção de pratos principais inclui ainda duas massas recheadas com alcachofra: uma delas ao molho de lagostins e dill (R$ 52,00) e a outra com tomate e mussarela de búfala gratinada (R$ 49,00).

Fonte: VEJA SÃO PAULO