Roteiro ‘Comer & Beber’: Natal

Saiba o que há de melhor na gastronomia da cidade

A 5ª edição de VEJA NATAL “Comer & Beber” relacionou 500 endereços entre restaurantes, bares e casas de comidinhas. Confira abaixo algumas sugestões, das três categorias, para não errar na hora de escolher aonde ir:

RESTAURANTES


Mangai

O imenso e famoso bufê de pratos sertanejos montado na casa que alcança o quarto título da categoria está ainda maior: de 2009 para cá, ganhou dez sugestões, como a pescada-amarela, a carne de sol com mostarda, o bolinho de macaxeira com tomate seco e a panqueca de carne de sol ao molho branco. No total são 120 opções de pratos quentes e saladas (R$ 34,90 o quilo).


Camarões Potiguar

Turistas e residentes costumam lotar diariamente a casa, vitoriosa na categoria pelo quinto ano consecutivo. Enquanto aguarda por uma mesa, o público se acomoda na área de espera, sobre a qual pende uma luminária formada por dezenas de cabaças. No cardápio, as receitas elaboradas com camarão são soberanas.

+ Conheça o roteiro de outros destinos brasileiros

+ Manual de etiqueta da praia

BARES


Real Botequim

Bicampeã na categoria de melhor cozinha, a casa tem decoração inspirada nos antigos botecos cariocas. O piso de mosaico convive com paredes pintadas de vermelho e lustres de garrafas PET. Pelo salão e pela varanda, sempre lotada, garçons circulam com bandejas cheias ora de salgados, ora de chope Brahma (R$ 3,70).


Seis em Ponto Bar & Petiscaria

Fiéis ao próprio nome da casa, os clientes começam a lotar as mesas da área aberta logo no fim de tarde. A moçada se espalha também pelos dois salões internos, atraída pelo eclético cardápio musical. Bandas tocam pop rock, samba, MPB, bossa nova, sertanejo e axé music de terça a sábado.

COMIDINHAS


Daguia Tortas Finas

Campeã da especialidade melhor doceria em quatro das cinco edições já publicadas de VEJA NATAL, a confeitaria de Maria Daguia Pereira surgiu como um restaurante de comida caseira, na região de Ponta Negra. Quando se deu conta de que sua clientela passava a visitar o endereço apenas para comer as sobremesas, a doceira viu que era hora de investir em outro negócio e inaugurou em 2000 a casa especializada em doces.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s