Controladoria pede exoneração de funcionária “fantasma” da prefeitura

Jornalista Patricia de Morais tinha cargo de assessora de imprensa na Secretaria Municipal da Segurança Urbana

A Controladoria Geral do Município de São Paulo (CGM) pediu a exoneração da jornalista Patrícia de Morais Vieira depois de receber denúncias de que ela nunca foi ao trabalho.

Google comemora redução de multa a ser paga para Cicarelli

Patrícia foi nomeada no dia 24 de setembro deste ano para o cargo de assistente técnica 2, com remuneração de 3 000 reais para exercer funções de assessora de imprensa na Secretaria Municipal de Segurança Urbana (SMSU), pasta sob o comando de Ítalo Miranda Júnior, indicado ao cargo pelo PMDB municipal.

A CGM solicitou ainda instauração de um procedimento administrativo para requerer que os valores pagos à jornalista sejam devolvidos.

+ Após dois anos, prefeitura publica edital de licitação dos ônibus

À reportagem Patrícia negou que tenha se ausentado e disse que seu trabalho na pasta era fora do prédio da secretaria, produzindo vídeos sobre segurança que futuramente serão divulgados em um canal no YouTube. Ela afirmou ainda que começou o trabalho só na última semana e que não está sabendo de nenhuma investigação.

A prefeitura esclareceu, no entanto, que todos os funcionários devem assinar lista de presença e, caso façam algum tipo de trabalho externo, a atuação diferenciada deve constar em uma justificativa formal.

Confira as últimas notícias

A apuração teve início depois de alguns funcionários da secretaria, frustrados com a situação, terem feitos denúncias à CGM. A reportagem teve acesso a uma imagem da lista de presença do setor em que Patrícia trabalhava, sem as assinaturas. A Controladoria recebeu ao menos três reclamações formais sobre o caso.

Perfil

De acordo com seu site pessoal, Patrícia atua como apresentadora de TV, jornalista e cantora. Na página, são compartilhados vídeos de suas entrevistas, uma delas com o vice-presidente Michel Temer (PMDB), que também aparece em uma foto em seu página pessoal no Facebook.

Prefeitura de São Paulo

A Controladoria Geral do Município (CGM) orientou o secretário Ítalo Miranda Junior a pedir a demissão da servidora Patrícia por ausência ao trabalho. A CGM solicitou ainda a instauração de procedimento administrativo para apurar eventuais valores pagos e requerer sua devolução.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s