publicidade

Resenha por Miguel Barbieri Jr.

Produtora de extraordinárias animações, como a série Toy Story, Monstros S.A., Procurando Nemo e Up, a Pixar inova ao ter, pela primeira vez, uma princesa rebelde como protagonista. Contudo, esta é uma das únicas novidades de um desenho animado correto, gracioso, divertido e emocionante ao desfecho. A técnica impecável permanece. Mas o espírito anárquico e revolucionário da Pixar parece estar se igualando aos comportadinhos e recentes trabalhos da Disney, na linha de “A Princesa e o Sapo” e “Enrolados”. Na trama, a princesa Merida cresceu com gana de ser arqueira, para desgosto de sua mãe. Seus pais, então, decidem arranjar logo um pretendente para que a filha tome o rumo do casamento e siga a tradição. Merida não aceita tal imposição e, na floresta, encontra uma bruxa capaz de dar uma mexidinha em seu destino. Começa aí uma aventura de erros para agradar não só às meninas. Estreou em 20/07/2012.

publicidade