publicidade

Resenha por Jonas Lopes

Como parte da série de instalações que ocupa o octógono da Pinacoteca, o hondurenho radicado em Nova York apresenta um cavalo feito de cortiça. A obra se inspira numa estátua do imperador Marco Aurélio, localizada em Roma, e parte de um princípio de interatividade: a ideia é que os espectadores escrevam bilhetes sobre qualquer assunto e preguem no trabalho de Ramirez Jonas. Também em cartaz no museu: ✪✪ Arte como Registro, Registro como Arte (fotos e vídeos). De 18/06/2011 a 04/09/2011.

publicidade