Clique e assine com até 89% de desconto

SP: Média móvel de mortes por Covid-19 é a mais baixa desde abril

Mesmo assim, governo acendeu alerta amarelo e teme segunda onda como acontece na Europa

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 29 out 2020, 11h55 - Publicado em 29 out 2020, 11h53

A média móvel semanal de mortes por Covid-19 em São Paulo é de 91 óbitos, o menor número registrado desde 24 de abril. Em entrevista coletiva na quarta-feira (28), o governador João Doria comemorou o resultado, mas as autoridades acenderam o sinal amarelo. Isso porque a Europa enfrenta uma segunda onda de novos casos, o que fez com que Alemanha e França anunciassem lockdown parcial para os próximos dias.

“O estado registra a menor média móvel semanal de óbitos dos últimos seis meses. Nesta quarta, foi inferior a 100 mortes. O estado registrou queda de óbitos de 23% em relação aos últimos 15 dias, e 44% em comparação aos últimos 30 dias”, disse Doria.

Em seguida, o secretário Jean Gorinchteyn fez um alerta. “A segunda onda é possível”, disse. “Pode ser que a velocidade de queda se reduza. Pode ser que não estejamos em segunda onda, mas em um novo platô mais baixo. Essa é a atenção que todos devem ter”, explicou.

No balanço apresentado pela Secretaria de Estado da Saúde, São Paulo registra 1.103.582 casos e 39.007 mortes decorrentes do coronavírus. A taxa de ocupação de UTIs no estado é de 39,2%, com 3.147 pacientes internados em UTI e outros 4.123 em enfermarias, entre casos confirmados e suspeitos. Os casos recuperados chegam a 995.809, com 120.439 altas hospitalares.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade