Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

SP: março teve aumento de 84% em mortes em relação ao pior mês de 2020

No dia 23, março já tinha ultrapassado o número de mortos do pico da pandemia no ano passado

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 31 mar 2021, 20h21 - Publicado em 31 mar 2021, 20h18

O estado de São Paulo encerrou o mês de março batendo índices recordes de mortes ocasionadas pela Covid-19. Os dados foram divulgados pela Secretaria do Estado da Saúde nesta quarta-feira (31). Foram 15 159 mortes ocasionadas pela doença neste mês.

O número representa um aumento de 84% em relação ao pior índice registrado em 2020 no estado: em julho do ano passado foram 8 234 óbitos. A quantidade de casos confirmados da doença subiu 64%, sendo que foram 428 221 em março de 2021 e 260 924 em julho de 2020.

No dia 23, março já tinha ultrapassado a marca de julho, quando acumulou 9 130 mortes pela doença.

O estado registra ocupação de 89,9% dos leitos de UTI: 31 175 pessoas estão hospitalizadas com a Covid-19, sendo 12 961 delas em UTIs. Na Grande São Paulo, a ocupação é de 88,5%, mostrando uma pequena queda após o início da chamada fase emergencial, que vai até o dia 11 de abril.

Desde o início da pandemia, 74 652 pessoas perderam a vida para a Covid-19 no estado de São Paulo.

 

Continua após a publicidade
Publicidade