Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Reforço de Pfizer após duas doses de Coronavac aumenta anticorpos em até 20 vezes, sugere estudo

Dados colhidos no Uruguai ainda são preliminares; país já administrou o reforço em 24% da população

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 26 set 2021, 13h37 - Publicado em 26 set 2021, 13h34

Uma dose de reforço da vacina Pfizer contra a Covid-19 aumentou em 20 vezes o nível de anticorpos em voluntários com esquema vacinal completo da Coronavac. É o que indica um estudo preliminar feito no Uruguai.

O país já administrou doses de reforço em 24% da população. O estudo terá duração de dois anos, com coletas de sangue periódicas dos participantes.

Ao todo, são 57 voluntários que tiveram o sangue colhido em quatro momentos diferentes: antes da vacinação, 18 dias após a vacinação, 80 dias após a vacinação e 18 dias (em média) após o reforço com Pfizer.

 

Continua após a publicidade
Publicidade