Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Pessoas de 60 a 79 anos voltam a ser maioria em UTIs Covid privadas

Para sindicato dos hospitais particulares, situação reforça necessidade de quarta dose, prevista para começar na próxima segunda-feira (21)

Por Redação VEJA São Paulo 17 mar 2022, 12h14

Uma pesquisa realizada pelo sindicato que representa hospitais privados indicou que a maior parte dos leitos de UTI Covid estão ocupados por pessoas da faixa etária compreendida de 60 anos a 79 anos.

+SP está mais preparado para “nova Ômicron”, diz chefe de comitê científico

Realizada pelo Sindhosp (Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo) com dados de 72 hospitais particulares da capital e interior, a sondagem mostra que em 76% dessas unidades, a maior parte dos pacientes em situação grave são de pessoas dessa faixa etária. Em outros 12% a prevalência é de pessoas de 80 anos ou mais.

Para a entidade, os dados reforçam a necessidade da quarta dose da vacina contra a Covid-19 nessa população. Em anúncio realizado nesta quarta-feira (16), o governador João Doria (PSDB) afirmou que o estado dará início à vacinação de cerca de 900 mil octogenários a partir da próxima segunda-feira (21). Não foi informado porém se e quando outras faixas de pessoas mais idosas serão atendidas.

A pesquisa coletou dados relativos ao dia 7 e 14 de março. No total, esses 72 hospitais privados somam 7 937 leitos, sendo 1 650 destinados a UTI adulto e 168 leitos de UTIs pediátricas.

Continua após a publicidade

+Covid: casos aumentam 41,7% e mortes avançam 7% no estado

Apesar do dado preocupante em relação aos idosos, a pesquisa do Sindhosp constatou que a ocupação das UTIs no geral está baixa. Isso porque a maior parte dos hospitais pesquisados, 67%, informaram que apenas 20% desses leitos para atender pacientes com complicações pela doença estão ocupados.

Para o médico Francisco Balestrin, presidente do SindHosp, é possível inferir que as altas taxas de vacinação no estado de São Paulo tiveram um efeito positivo tanto para conter a contaminação quanto as internações.

Apesar da vacinação infantil contra a Covid-19 andar a passos de tartaruga, quase todos os hospitais relataram ocupação abaixo de 20% dos leitos disponíveis com pacientes dessa faixa etária.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês