Clique e assine por apenas 6,90/mês

Tessen

(Desde 2018)

Tipos de Restaurantes: Variados

VejaSP:

Endereço: Rua Joaquim Floriano, 295 - Itaim Bibi - São Paulo - SP ver no mapa

Telefone: (11) 23868203

Horário:

segunda-feira 12:00 - 15:00 - 19:00 - 23:00

terça-feira 12:00 - 15:00 - 19:00 - 23:00

quarta-feira 12:00 - 15:00 - 19:00 - 00:00

quinta-feira 12:00 - 15:00 - 19:00 - 00:00

sexta-feira 12:00 - 15:00 - 19:00 - 01:00

sábado 12:30 - 16:30 - 19:30 - 01:00

domingo - Fechado

Faixa de preço: De R$176,00 a R$300,00

Informações adicionais: Lugares/Capacidade total (110), Levar vinhos (permite) (R$ 70,00)

Resenha por Arnaldo Lorençato e Saulo Yassuda

O estabelecimento foi feito para impressionar o público que gosta de cenários. Para chegar ao salão, com pé-direito altíssimo, toma-se um elevador panorâmico — afinal, para que fazer um pouco de exercício ao subir um lance de escadas? No jantar, o ambiente envidraçado que é lavado de luz permanece na penumbra. O cliente é esperado com um par de hashis sobre a mesa — os palitos usados para comer, mas metálicos e não de madeira. Pronto, a natureza sofrerá um pouquinho menos. Criador das receitas, o chef Thiago Maeda não está mais na cozinha. Os nomes dos pratos são uma mistura de inglês com japonês. O corn korokke (R$ 32,00, cinco unidades) é um croquete com bechamel de missô, milho doce e camarão. O burgogui taco (R$ 30,00) é o churrasco coreano com vinagrete de kimchi no recheio de um par de tortilhas de milho, menos picante do que está prometido no cardápio. Saborosa mistura, o mazemen umami (R$ 52,00) é um lámen com ovas de ouriço, pancetta, cogumelo shiitake, flocos de katsuobushi e ovo em liga cremosa com queijo grana padano. É pena que o macarrão pode vir todo colado. Entre os sashimis new style, o de atum vem com alga wakame e alho frito ao molho adocicado tataki (R$ 29,00, sete fatias). Dos sushis moderninhos, prefira o montado como uma flor num tempurá de erva shissô com ovas de salmão e de ouriço, mais gema de ovo (R$ 15,00).

Informações checadas entre agosto e outubro de 2019.

    O estabelecimento foi feito para impressionar o público que gosta de cenários. Para chegar ao salão, com pé-direito altíssimo, toma-se um elevador panorâmico — afinal, para que fazer um pouco de exercício ao subir um lance de escadas? No jantar, o ambiente envidraçado que é lavado de luz permanece na penumbra. O cliente é esperado com um par de hashis sobre a mesa — os palitos usados para comer, mas metálicos e não de madeira. Pronto, a natureza sofrerá um pouquinho menos. Criador das receitas, o chef Thiago Maeda não está mais na cozinha. Os nomes dos pratos são uma mistura de inglês com japonês. O corn korokke (R$ 32,00, cinco unidades) é um croquete com bechamel de missô, milho doce e camarão. O burgogui taco (R$ 30,00) é o churrasco coreano com vinagrete de kimchi no recheio de um par de tortilhas de milho, menos picante do que está prometido no cardápio. Saborosa mistura, o mazemen umami (R$ 52,00) é um lámen com ovas de ouriço, pancetta, cogumelo shiitake, flocos de katsuobushi e ovo em liga cremosa com queijo grana padano. É pena que o macarrão pode vir todo colado. Entre os sashimis new style, o de atum vem com alga wakame e alho frito ao molho adocicado tataki (R$ 29,00, sete fatias). Dos sushis moderninhos, prefira o montado como uma flor num tempurá de erva shissô com ovas de salmão e de ouriço, mais gema de ovo (R$ 15,00).

    Informações checadas entre agosto e outubro de 2019.