Clique e assine por apenas 6,90/mês

(Desde 2019)

Tipos de Bares: Drinques

VejaSP:

Endereço: Rua Bela Cintra, 1551 - Subsolo - Jardim Paulista - São Paulo - SP ver no mapa

Telefone: (11) 982327677

Horário:

segunda-feira - Fechado

terça-feira 19:00 - 00:00

quarta-feira 19:00 - 00:00

quinta-feira 19:00 - 00:00

sexta-feira 19:00 - 00:00

sábado 19:00 - 00:00

domingo - Fechado

Informações adicionais: Lugares/Capacidade total (20), Levar vinhos (permite) (R$ 70,00)

Resenha por Saulo Yassuda

Para chegar ao , é necessário atravessar o salão penumbroso do MeGusta, cheio de grupos animados, descer um lance de escada e encontrar a portinha nos fundos do corredor. Se você tiver mais de 1,75 metro — a altura da entrada —, abaixe a cabeça para ingressar nesse espaço criado por Renata Vanzetto, mentora também do bar no piso de cima e do restaurante Ema, em funcionamento no 1º andar. Com salão apertadinho, blues na trilha, velas nas mesas e cadeiras com pelúcia, o Mé é tranquilo, próprio para casais e grupinhos a fim de um papo intimista. Pequenas cômodas fazem as vezes de mesas, com gavetas que guardam talheres e guardanapos. Se esses móveis conferem charme ao ambiente, são pouco confortáveis — não há muito espaço para encaixar as pernas. O cardápio, ainda bem, compensa qualquer desconforto. Traz petiscos de jeitão clássico, boa parte já pronta para servir, muitos com frutos do mar. Sem pegar na acidez, o escabeche de mexilhão macio com azeitona verde e cebola no vinagre vem na companhia de torrada (R$ 35,00). É muito bom. Outra pedida fria caprichada: o tartare de carne fresca picada, de boa textura, temperado com alcaparra, cebola-roxa e uma colher de mostarda de Dijon para ir misturando aos poucos (R$ 35,00). A fideuà, receita espanhola de macarrão e pescados, vira um bolinho com camarão sob um espesso molho de tinta de lula (R$ 25,00 a dupla). A petiscagem inspira goles de drinques como o fitzgerald (gim, limão-siciliano, xarope de açúcar e angostura; R$ 36,00). Tem também uma carta de vinhos, com opções como o Lagoalva branco (R$ 120,00), simples e de bom frescor.

Informações checadas em fevereiro de 2020.

    Para chegar ao , é necessário atravessar o salão penumbroso do MeGusta, cheio de grupos animados, descer um lance de escada e encontrar a portinha nos fundos do corredor. Se você tiver mais de 1,75 metro — a altura da entrada —, abaixe a cabeça para ingressar nesse espaço criado por Renata Vanzetto, mentora também do bar no piso de cima e do restaurante Ema, em funcionamento no 1º andar. Com salão apertadinho, blues na trilha, velas nas mesas e cadeiras com pelúcia, o Mé é tranquilo, próprio para casais e grupinhos a fim de um papo intimista. Pequenas cômodas fazem as vezes de mesas, com gavetas que guardam talheres e guardanapos. Se esses móveis conferem charme ao ambiente, são pouco confortáveis — não há muito espaço para encaixar as pernas. O cardápio, ainda bem, compensa qualquer desconforto. Traz petiscos de jeitão clássico, boa parte já pronta para servir, muitos com frutos do mar. Sem pegar na acidez, o escabeche de mexilhão macio com azeitona verde e cebola no vinagre vem na companhia de torrada (R$ 35,00). É muito bom. Outra pedida fria caprichada: o tartare de carne fresca picada, de boa textura, temperado com alcaparra, cebola-roxa e uma colher de mostarda de Dijon para ir misturando aos poucos (R$ 35,00). A fideuà, receita espanhola de macarrão e pescados, vira um bolinho com camarão sob um espesso molho de tinta de lula (R$ 25,00 a dupla). A petiscagem inspira goles de drinques como o fitzgerald (gim, limão-siciliano, xarope de açúcar e angostura; R$ 36,00). Tem também uma carta de vinhos, com opções como o Lagoalva branco (R$ 120,00), simples e de bom frescor.

    Informações checadas em fevereiro de 2020.