Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Komah

(Desde 2016)

Tipos de Restaurantes: Coreanos

VejaSP:

Endereço: Rua Cônego Vicente Miguel Marino, 378 - Barra Funda - São Paulo - SP ver no mapa

Telefone: (11) 33927072 / (11) 93354074

Site: komahrestaurante.com.br

Horário:

segunda-feira 12:00 - 15:00 - 18:30 - 23:30

terça-feira 12:00 - 15:00 - 18:30 - 23:30

quarta-feira 12:00 - 15:00 - 18:30 - 23:30

quinta-feira 12:00 - 15:00 - 18:30 - 23:30

sexta-feira 12:00 - 15:00 - 18:30 - 23:30

sábado 12:00 - 16:00 - 19:00 - 23:30

domingo 12:00 - 17:00

Faixa de preço: Até R$140,00

Informações adicionais: Entrega em domicílio, Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (40), Levar vinhos (permite) (R$ 60,00)

Resenha por Arnaldo Lorençato

Continua um polo de atração na Barra Funda, em trecho sem nenhuma tradição gastronômica anterior. O menu segue imutável e é possível provar os mesmos pratos de sempre, seja em pedidas à la carte ou na degustação (R$ 115,00). A sequência tem como ponto de partida o banchan set (R$ 28,00), seleção de petiscos e conservas que vez ou outra sofre alguma alteração. Reúne os picantes kimchi (a conserva de nabo em pimentavermelha), tofu e pepino, o ótimo duo de raízes de bardana e de lótus, que aparece no lugar do peixinho agridoce, e o trio de broto de soja, espinafre e abobrinha frescos. O yukhoe (R$ 45,00), ou steak tartare coreano, leva miolo de alcatra, gema curada em shoyu com saquê e pera asiática. Boa para comer com a mãos, a samgiopsal com saam set (R$ 68,00) é a pancetta assada e glaceada no molho picante gochujang, que depois de desfiada pelo cliente precisa ser enrolada na forma de trouxinhas em folhas de hortaliças com molho ssamjang (pasta de soja fermentada e picante) com salada de cebolinha e arroz. Um dos maiores sucessos do cardápio é o kimchi bokumbap (R$ 59,00), o arroz salteado com kimchi coberto por uma omelete cremosa. Encerra o set o galbi jim (R$ 62,00), costela bovina cozida no molho de shoyu e gengibre. Fica a pergunta se Paulo Shin, eleito o chef do ano por VEJA SÃO PAULO COMER & BEBER em 2018, não poderia trazer um sopro de novidade para o cardápio. No dia da visita do responsável pelos restaurantes da equipe de gastronomia da Vejinha, não havia uma única sobremesa.

Informações checadas entre agosto e outubro de 2021.

    Continua um polo de atração na Barra Funda, em trecho sem nenhuma tradição gastronômica anterior. O menu segue imutável e é possível provar os mesmos pratos de sempre, seja em pedidas à la carte ou na degustação (R$ 115,00). A sequência tem como ponto de partida o banchan set (R$ 28,00), seleção de petiscos e conservas que vez ou outra sofre alguma alteração. Reúne os picantes kimchi (a conserva de nabo em pimentavermelha), tofu e pepino, o ótimo duo de raízes de bardana e de lótus, que aparece no lugar do peixinho agridoce, e o trio de broto de soja, espinafre e abobrinha frescos. O yukhoe (R$ 45,00), ou steak tartare coreano, leva miolo de alcatra, gema curada em shoyu com saquê e pera asiática. Boa para comer com a mãos, a samgiopsal com saam set (R$ 68,00) é a pancetta assada e glaceada no molho picante gochujang, que depois de desfiada pelo cliente precisa ser enrolada na forma de trouxinhas em folhas de hortaliças com molho ssamjang (pasta de soja fermentada e picante) com salada de cebolinha e arroz. Um dos maiores sucessos do cardápio é o kimchi bokumbap (R$ 59,00), o arroz salteado com kimchi coberto por uma omelete cremosa. Encerra o set o galbi jim (R$ 62,00), costela bovina cozida no molho de shoyu e gengibre. Fica a pergunta se Paulo Shin, eleito o chef do ano por VEJA SÃO PAULO COMER & BEBER em 2018, não poderia trazer um sopro de novidade para o cardápio. No dia da visita do responsável pelos restaurantes da equipe de gastronomia da Vejinha, não havia uma única sobremesa.

    Informações checadas entre agosto e outubro de 2021.