Evvai (Desde 2017)

Tipos de Restaurantes: Cozinha de autor
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Rua Joaquim Antunes, 108 - Jardim Paulistano - São Paulo - SP ver no mapa
Telefone: (11) 30621160
Horário:
segunda-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 00:00
terça-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 00:00
quarta-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 00:00
quinta-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 00:00
sexta-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 01:00
sábado
12:00 - 16:00 - 19:00 - 01:00
domingo
12:00 - 17:00
monetization_on

Faixa de preço

De R$166,00 a R$275,00

check_circle

Informações adicionais

Lugares/Capacidade total (100 lugares), Levar vinhos (permite) (R$ 65,00)

Resenha por Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

Não foi mau negócio para o paulistano Luiz Filipe Souza resolver ser protagonista da própria trajetória e ter a cozinha de um restaurante para chamar de sua. Seu mestre desde os tempos do Fasano. Há pouco mais de um ano à frente do Evvai, o cozinheiro, de 29 anos, é escolhido o chef revelação. Ele faz modernas receitas italianas cujo filtro passa pelos Estados Unidos, particularmente Nova York. No cardápio, sempre mutante, são instigantes pratos como o malloreddus, nhoquete sardo de açafrão ao molho de tomate com infusão de erva-doce, queijo pecorino e guanciale (R$ 59,00), e o peito de pato com purê de beterraba orgânica, framboesa e rúcula (R$ 95,00). O tiramisu (R$ 29,00), em nova roupagem, parece uma colônia de cogumelos com biscoito molhado no café mais sorbet e gelatina também de café. No almoço, a casa oferece deliciosos pratos para dois feitos de maneira mais comportada, como a bisteca fiorentina gigantesca (R$ 187,00) e a porchetta (R$ 93,00).

Informações checadas entre julho e setembro de 2018.

    Comer e beber

    • 2018 - Participante

      Italianos Comer & Beber .

      Não foi mau negócio para o paulistano Luiz Filipe Souza resolver ser protagonista da própria trajetória e ter a cozinha de um restaurante para chamar de sua. Seu mestre desde os tempos do Fasano. Há pouco mais de um ano à frente do Evvai, o cozinheiro, de 29 anos, é escolhido o chef revelação. Ele faz modernas receitas italianas cujo filtro passa pelos Estados Unidos, particularmente Nova York. No cardápio, sempre mutante, são instigantes pratos como o malloreddus, nhoquete sardo de açafrão ao molho de tomate com infusão de erva-doce, queijo pecorino e guanciale (R$ 59,00), e o peito de pato com purê de beterraba orgânica, framboesa e rúcula (R$ 95,00). O tiramisu (R$ 29,00), em nova roupagem, parece uma colônia de cogumelos com biscoito molhado no café mais sorbet e gelatina também de café. No almoço, a casa oferece deliciosos pratos para dois feitos de maneira mais comportada, como a bisteca fiorentina gigantesca (R$ 187,00) e a porchetta (R$ 93,00). (Informações checadas entre julho e setembro de 2018).

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    • 2017 - Participante

      Italianos Comer & Beber .

      O número 2 de Salvatore Loi resolveu ser número 1 nesta casa que já teve o nome do chef italiano. Aos 28 anos, o paulistano Luiz Filipe Souza trabalhou com o mestre no Fasano, no Ristorantino e neste restaurante antes da saída de Loi. Como titular, ele faz uma estreia brilhante. No salão, que agora tem fachada azul envidraçada, o cozinheiro elabora receitas que o colocam na constelação dos jovens talentos da cidade. As massas incluem a gricia (R$ 67,00), clássico molho italiano de queijo pecorino romano e pancetta para o tonnarelli fresco. É um toque pessoal do cozinheiro a ótima adição de um mix de pimentas. Da Sardenha vem o malloreddus (R$ 54,00), um nhoquete de sêmola e açafrão bem firme com molho de tomate pelado, erva-doce e guanciale. O ótimo leitão crocante em cubos com uva laminada em rodelas lembra uma peça de lego no visual, assentada ao lado de purê de feijão-branco e radicchio grelhado. Custa R$ 68,00. (Preços checados em setembro de 2017).

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá,

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google

    Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s

    1. Macann Ind e Comércio Ltda.

      Ontem 14/10/17, tentei fazer uma reserva para 4 pessoas. Fui informado que as reservas estavam encerradas. O atendente sugeriu que eu chegasse entre 20:30 e 21 h, (- bom horário para as mesas que não estão incluídas na lista de reservas).
      Chegamos ao local as 20:35 h, o “hostess” nos ofereceu uma mesa isolada na entrada da casa.
      Acompanhei o movimento de chegada dos clientes. Em seguida, sem que ninguém tivesse abandonado o local, apareceu mesa no interno do restaurante.
      Resumo da experiencia:
      Serviço e atendimento sofrível e desatencioso.
      Os pratos “meia boca” e preços altos.
      Não recomendo, basta eu me irritar com a casa.

    2. Paulo A. Pereira

      Agradeço ao comentário e alerta do usuário Macann & Comércio. Eu estava indeciso ontem entre o Evvai (eu era cliente do Loi) , e o Chef Vivi. Após ler os percalços sofridos pelço Macann achei melhor não me arriscar, pois tenho muito menos paciencia e tolerancia com maus profissionais. Muito Obrigado pelo alerta.