Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Crime Pastry Shop

(Desde 2020)

Tipos de Comidinhas: Docerias

VejaSP:

Endereço: Rua Simão Álvares, 1031 - Pinheiros - São Paulo - SP ver no mapa

Telefone: (11) 30319929

Horário:

segunda-feira - Fechado

terça-feira 11:00 - 19:00

quarta-feira 11:00 - 19:00

quinta-feira 11:00 - 19:00

sexta-feira 11:00 - 19:00

sábado 11:00 - 19:00

domingo 11:00 - 17:00

Fecha no último domingo do mês

Informações adicionais: Entrega em domicílio, Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (6)

Resenha por Gabriela Del'Moro

O confeiteiro Rafael Protti, com passagens por restaurantes como Tuju e Lilu, que fecharam ao público, abriu em dezembro sua primeira loja, a Crime Pastry Shop. É ali que o gaúcho põe em prática o que
aprendeu no curso de cozinha do Senac, em Porto alegre, e no Ritz Escoffier e na École Lenôtre, na França, país onde morou por dez anos e trabalhou no restaurante L’atelier de Joël Robuchon e na confeitaria Pierre Hermé, ambos em Paris. No endereço próprio, Protti serve o que chama de  “pequenos crimes”. Na primeira visita, em dezembro, algumas das pedidas precisavam de ajustes. É o caso do mil-folhas (R$ 22,00), com excesso de massa, que estava rígida além da conta. Felizmente, o chef corrigiu a rota, e o doce aparece com três camadas de um folhado muito delicado entremeadas de chantili com queijo mascarpone cheio de leveza. Montada em massa de limão, a torta de abacaxi ao rum (R$ 20,00 a fatia) agrada pelo sabor evidente dessa fruta caramelada. Quem prefere uma sobremesa mais açucarada, mas ainda assim equilibrada, pode escolher a banoffee (R$ 26,00 a fatia): massa de chocolate, doce de leite, banana, ganache e chantili de mascarpone. Uma seção de folhados, que inclui o
brioche de canela com raspas de laranja deliciosamente caramelado (R$ 11,50), também merece atenção.

Informações checadas em maio de 2021. 

    O confeiteiro Rafael Protti, com passagens por restaurantes como Tuju e Lilu, que fecharam ao público, abriu em dezembro sua primeira loja, a Crime Pastry Shop. É ali que o gaúcho põe em prática o que
    aprendeu no curso de cozinha do Senac, em Porto alegre, e no Ritz Escoffier e na École Lenôtre, na França, país onde morou por dez anos e trabalhou no restaurante L’atelier de Joël Robuchon e na confeitaria Pierre Hermé, ambos em Paris. No endereço próprio, Protti serve o que chama de  “pequenos crimes”. Na primeira visita, em dezembro, algumas das pedidas precisavam de ajustes. É o caso do mil-folhas (R$ 22,00), com excesso de massa, que estava rígida além da conta. Felizmente, o chef corrigiu a rota, e o doce aparece com três camadas de um folhado muito delicado entremeadas de chantili com queijo mascarpone cheio de leveza. Montada em massa de limão, a torta de abacaxi ao rum (R$ 20,00 a fatia) agrada pelo sabor evidente dessa fruta caramelada. Quem prefere uma sobremesa mais açucarada, mas ainda assim equilibrada, pode escolher a banoffee (R$ 26,00 a fatia): massa de chocolate, doce de leite, banana, ganache e chantili de mascarpone. Uma seção de folhados, que inclui o
    brioche de canela com raspas de laranja deliciosamente caramelado (R$ 11,50), também merece atenção.

    Informações checadas em maio de 2021.