Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Xuxa Meneghel fala sobre João de Deus: “É um monstro”

Artista falou sobre relação que teve com o médium quando sua mãe adoeceu

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 24 jun 2020, 20h25 - Publicado em 24 jun 2020, 15h47

Xuxa Meneghel é um das entrevistadas no segundo episódio da série Em Nome de Deus, do Globoplay, lançada na terça-feira (23). No relato que deu para o documentário ela fala sobre a relação que teve com João de Deus, condenado por abuso sexual após centenas de denúncias. O médium é tema da produção, de autoria de Pedro Bial, que conta com seis episódios com duração de aproximadamente uma hora cada.

Xuxa procurou João de Deus quando Alda Meneghel (1937-2018), sua mãe, enfrentou problemas médicos por conta de uma doença degenerativa, o Mal de Parkinson. “É um monstro, é fato. Mas existiu coisas que realmente ali eu poderia te dizer, eu vi ele operando, eu estava ali segurando, eu vi pessoas que falavam: ‘Não tenho um joelho, e ele me fez andar’. E uma pessoa não tinha joelho, cara!”, disse a apresentadora.

“Quando ele a conheceu [Alda], ela estava no estágio três [da doença]. Ela morreu no estágio cinco. Depois que ele fez as coisas, bem ou mal ela ficou mais em pé. Depois ela parou de andar, parou de se mexer. Mas ele acompanhou esses piores estágios da doença”, lembrou.

+ Assine a Vejinha a partir de 6,90

Em outro episódio da série, o quarto, Xuxa fala sobre sua relação com o médium, e diz que em uma das conversas com ele, o médium afirmou que tinha um “ponto fraco” em mulheres.  “Ele sempre falou, foi claro, que a vontade dele de ter várias mulheres é desde pré-adolescente. Ele disse: ‘Eu nem era homem e já gastava o pouco dinheiro que eu tinha com mulheres'”.

Continua após a publicidade

Publicidade