Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Sem horário de verão, São Silvestre terá largada antecipada em 2019

O trajeto de 15 quilômetros abrange pontos turísticos importantes da cidade de São Paulo, como a Avenida Paulista, o estádio do Pacaembu o Theatro Municipal

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 14 fev 2020, 15h46 - Publicado em 29 dez 2019, 14h12

A tradicional Corrida de São Silvestre, que acontece no dia 31 de janeiro, terá a largada antecipada em 2019 devido a suspensão do horário de verão. A mudança vai mexer com a preparação dos atletas no dia da prova: refeições devem ser feitas até as 7 horas e programar o tempo de sono de maneira estratégica. As informações são do G1.

O trajeto de 15 quilômetros abrange pontos turísticos importantes da cidade de São Paulo, como a Avenida Paulista, o estádio do Pacaembu, o Largo do Arouche, a esquina das avenidas Ipiranga e São João e o Theatro Municipal.

A primeira edição da Corrida de São Silvestre aconteceu em 1925, após o jornalista Cásper Líbero, fundador do jornal A Gazeta Esportiva, acompanhar uma corrida noturna em Paris, na França. Foram sessenta atletas inscritos. Destes, 48 apareceram para correr e apenas 37 foram classificados — clique aqui para conhecer a história da competição.

Dê sua opinião: E você, já acompanhou a tradicional prova paulistana?

  • Continua após a publicidade
    Publicidade