Continua após publicidade

Mural feito com 3 mil latas de alumínio celebra orgulho LGBTQIA+ em SP

Peça criada pela artista trans Rosalia Surrel faz parte de campanha em homenagem ao Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, celebrado em 28 de junho

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 27 Maio 2024, 19h59 - Publicado em 26 jun 2021, 15h02

Um mural colorido gigante produzido com 3 000 latas de alumínio marca o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, celebrado em 28 de junho, na capital paulista. Criada pela Ambev, a ação faz parte do movimento #OrgulhoResiste lançado pela empresa no começo de junho.

A arte móvel com as cores do arco-íris, presentes na bandeira que representa a comunidade LGBTQIA+, foi finalizada pela artista trans Rosalia Surrel e instalada neste sábado (26) na praça do Ciclista, no fim da avenida Paulista.

A peça segue para outras áreas do centro da capital paulista: no domingo (27), na praça Roosevelt, e, na segunda (28), segue para a praça Ramos de Azevedo. Segundo a Ambev, os locais foram escolhidos por representarem espaços de resistência e ocupação da comunidade LGBTQIA+ na cidade.

Mural de latas de alumínio forma as cores do arco-íris e a frase
Mural feito com 3 000 latas de alumínio instalado na praça do Ciclista, em SP, celebra o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+. (Divulgação/Divulgação)

Desde o início do mês, a companhia circulou nas redes sociais uma campanha para ajudar a causa. A cada história de orgulho e resistência compartilhada com a hashtag #OrgulhoResiste, a Ambev doa um real para ONGs ligadas a projetos de retificação de nome, contra a violência, educação, emprego e acolhimento de pessoas LGBTQIA+.

“A resistência e o orgulho são temas importantes dentro da comunidade LGBTQIA+ e a nossa ideia foi trazê-las para a ação para fortalecer o movimento de mais igualdade e acolhimento”, diz Alexandre Costa, diretor de marketing institucional da Ambev, em entrevista à Folha. “O mural, como uma das ativações deste ano, faz o papel de chamar a atenção da sociedade para a luta da comunidade, relembrando pontos históricos de resistência.”

 

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.