Clique e assine por apenas 6,90/mês

Escolha de Mara Maravilha para cantar em festa anos 80 causa polêmica

Frequentadores protestaram contra antigas declarações homofóbicas da artista

Por Veja São Paulo - Atualizado em 1 Jun 2017, 16h53 - Publicado em 7 May 2015, 19h33

A escolha de Mara Maravilha como atração da festa Trash 80’s, que rola no sábado (9) e é simpática ao público GLS, gerou polêmica entre os frequentadores. No evento criado no Facebook, alguns usuários se manifestaram contra a presença da artista na noitada.

O público debateu se Mara realmente deveria ser convidada, já que muitos consideram a cantora homofóbica por conta de uma entrevista que ela concedeu há dois anos na RedeTV!. Na ocasião, ela se referiu aos homossexuais como “aberrações”.

+ Roberto Justus e Ana Paula Sibert curtem Lua de Mel em Abu Dhabi 

Prints
Prints

A organização do projeto defende a opção pela cantora, que se tornou evangélica na década de 90. De acordo com a produtora Ana Paula Scapulapello, Mara Maravilha é um ícone e seu repertório tocou em diversas edições da Trash 80’s. “Focaremos nas músicas dela que ficaram conhecidas na nossa infância”, afirma Ana Paula.

+ Grávida de seis meses, Fernanda Gentil exibe boa forma

No repertório, a artista interpretará músicas como Liga Pra Mim, Curumim e Foi Assim. Apesar da resistência do público, algumas pessoas apoiaram a iniciativa. “Independentemente de suas declarações e de sua religião, iria muito feliz pelo que a Mara representou na minha infância”, escreveu um usuário.

Publicidade