Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Gerson King Combo, cantor pioneiro do soul e do funk, morre aos 76 anos

O artista faleceu em decorrência de infecção generalizada e de complicações da diabetes após ser internado

Por Redação VEJA São Paulo 23 set 2020, 12h39

Cantor pioneiro do soul e do funk, Gerson King Combo morreu na noite desta terça-feira (22), aos 76 anos. Ronaldo Pereira, produtor do artista, confirmou a informação. De acordo com ele, o falecimento aconteceu no Posto de Assistência Médica de Irajá, no Rio de Janeiro.

Gérson Rodrigues Côrtes morreu em decorrência de infecção generalizada e de complicações da diabetes após ser internado. Não há informações sobre velório e enterro até o momento.

Nascido no Rio de Janeiro em 30 de novembro de 1943, o cantor era irmão de Getúlio Côrtes, autor da música “Negro gato”. A faixa ficou famosa com a interpretação de Roberto Carlos e Luiz Melodia. Gérson começou a carreira com o nome real e participou de várias bandas, como Renato e Seus Blue Caps, Fevers e Fórmula Sete. Ele também contribuiu com hits da Jovem Guarda.

Depois, preferiu se dedicar à black music e ao soul. O primeiro álbum, “Gérson King Combo Volume I”, saiu em 1977. A obra continha a música “Mandamentos black”, o maior sucesso de sua carreira e utilizada em trilhas sonoras de séries e filmes.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

  • Continua após a publicidade
    Publicidade