Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Angel Vianna, a bailarina de quase 90 anos

Até 29 de abril, o Itaú Cultural realiza uma exposição em homenagem à artista mineira, que fala em vídeo sobre movimento e dança

Por Tatiane de Assis 16 mar 2018, 19h57

A bailarina, coreógrafa e educadora Angel Vianna é um dos grandes nomes da dança brasileira. Em entrevista em vídeo, concedida à Veja São Paulo em 2 de março, no Itaú Cultural, a mineira falou  sobre sua trajetória e crenças (veja abaixo o vídeo com trechos da conversa). Ela estava à vontade, orgulhosa da exposição que a instituição realiza em sua homenagem.

 

 

A mostra de Angel ocupa o térreo do instituto e consegue amarrar habilmente o seu percurso longevo. Em junho, ela completa 90 anos. As fotos de sua infância em Belo Horizonte (MG) podem ser vistas na exposição, assim como imagens de seu casamento com o também coreógrafo Klauss Vianna.

Angel e Klauss tem uma parceria gravada na história da dança no Brasil. Primeiro, eles experimentaram o balé clássico. Depois, se afastaram do rigor desse estilo para estudar anatomia e se apaixonar pelo corpo. Para a dupla, não havia um biotipo ideal para dançar, mas sim o desejo pelo autoconhecimento.

Na exposição, o pensamento de Angel se faz presente em vídeos, projetados em tules, e também com sua voz, amplificada no espaço expositivo. Há um espaço com bancos nos quais é possível fazer alongamento. No teto desse ambiente, há uma cobertura com espelhos em que os corpos são reinventados ao serem vistos de uma maneira diferente.

A ocupação Angel Vianna está em cartaz até 29 de abril no Itaú Cultural. O horário de visitação é terça a sexta, 9h às 20h; sábado, domingo e feriados 11h às 20h. A entrada é gratuita.

Continua após a publicidade

Publicidade