Rede Sterna Café promete chegar a 45 endereços até o fim do ano

Unidades usam cafés especiais e diferentes métodos de extração

A rede Sterna Café nasceu em São Paulo dentro de prédios empresariais. “Foi onde as oportunidades surgiram. Com o crescimento da marca, fui convidado por grandes shoppings”, conta o fundador Deiverson Migliatti.

Ao todo, o número de casas na capital chega a trinta — só uma é própria. Além do expresso (R$ 4,90), há cafés especiais extraídos na aeropress (R$ 12,00) e na prensa francesa (R$ 9,00).

Expresso: compõe a lista dos métodos de extração utilizados no Sterna Café

Expresso: compõe a lista dos métodos de extração utilizados no Sterna Café (Divulgação/Divulgação)

Mensalmente, entra em cartaz uma opção extra de grão. O catuaí-amarelo sai de Minas Gerais para estar nas xícaras em maio (R$ 4,90). “Teremos outras quinze franquias até o fim do ano”, promete Migliatti.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s