Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

5 vibes que sintonizam muito bem com um Vinho Verde

Versatilidade é a principal característica destes vinhos, que vão bem da beira da piscina ao jantar com os amigos

Por Abril Branded Content Atualizado em 29 dez 2016, 11h33 - Publicado em 28 dez 2016, 19h00

Um vinho, para ser bom, não depende só do que está dentro da garrafa. A maneira como é servido e a comida escolhida para acompanhá-lo, por exemplo, podem fazer uma enorme diferença na hora de se degustar um bom rótulo. Além disso, para a experiência ser completa, há outros dois aspectos essenciais na harmonização da vibe: a companhia e o lugar escolhido. Pessoas queridas e uma boa paisagem podem fazer aquele ótimo vinho parecer ainda mais especial ao seu paladar. Concorda?

Os vinhos produzidos na região de Vinhos Verdes, no Noroeste de Portugal, são ótimas pedidas para diversas situações porque são bastante democráticos. Além de agradarem todos os tipos de bebedores (até os mais exigentes!), fazem bonito da beira da piscina à mesa da sala de jantar. “É uma Região que tem muito a falar sobre diversidade”, afirma a sommelière e consultora de vinhos Gabriela Monteleone. “Há desde os brancos com boa acidez e aquela sensação frisante como vinhos bem aromáticos e até alguns com potencial de envelhecimento e profundidade”, explica.

Democráticos e versáteis: os Vinhos Verdes são produzidos em uma região no noroeste de Portugal e vão bem em várias situações, como um piquenique no parque
Democráticos e versáteis: os Vinhos Verdes são produzidos em uma região no noroeste de Portugal e vão bem em várias situações, como um piquenique no parque Getty Images

À seguir, conheça cinco cenários perfeitos para se abrir uma garrafa:

Para quando São Pedro estiver indeciso

Os mais leves são ótimos para os dias em que os tempo enlouquece em São Paulo. Você sabe bem, mesmo amanhecendo com uma chuvinha chata, nada impede que nas tardes de verão os termômetros batam 30°C. “É um vinho refrescante, para beber bem gelado”, recomenda a sommelière. Anotou? Abra sua lista de contatos do Facebook e encontre já aquela amizade sincera que tem uma piscina. Incrível para os domingos.

Para o get together com amigos

Chega final de ano e as agendas ficam lotadas de compromissos: amigos secretos, confraternizações, reuniões de amigos. Na hora de escolher a bebida, ficou difícil chegar a um consenso? Não esquente e vá de Vinhos Verdes, cuja maioria dos rótulos são mais leves e refrescantes, com imenso aroma frutado, ideal para bebericar sem compromisso. Tranquilo!

Continua após a publicidade

Para um jantar com frutos do mar

Para uma experiência mais gourmet, você precisa conhecer um detalhe sobre os vinhos brancos da Região. Eles são basicamente feitos a partir de três uvas (Loureiro, Alvarinho e Avesso) que possuem expressões de aromas e texturas bem diferentes. “Os rótulos feitos com a uva Avesso, por exemplo, são ótimos para acompanhar crustáceos, pois são aromáticos e com mais textura”, detalha Gabriela.

Para um piquenique no parque

Segundo a sommelière, os rótulos mais frescos e leves podem ir bem até com algumas uvas congeladas na taça. Elas ajudam a manter a temperatura da bebida, que é ainda melhor degustada em temperaturas bem baixas. Como em parques e áreas abertas nem sempre é fácil dispor de grandes baldes para manter o vinho gelado, as uvas são uma boa alternativa, sem prejudicar sua experiência gustativa. Dá super certo, pode confiar.

Para as festas de final de ano

Os Vinhos Verdes são incríveis opções para as festas de final de ano onde há todo tipo de comida. E para harmonizar com seus familiares, os rótulos da Região são presença obrigatória na mesa da ceia. Enquanto os rótulos mais frescos acompanham os canapés, os vinhos mais encorpados vão bem com as carnes. “Pouca gente sabe, mas há alguns feitos da uva Vinhão que resultam em vinhos mais intensos e complexos, bons pra acompanhar receitas de cabrito e porco, como um pernil”, aponta a especialista. “Os Verdes vão muito além do estilo frisante mais conhecido, e podem surpreender todos os tipos de bebedores”, conclui.

A alheira grelhada é servida na companhia de purês de limão e de maçã e vai bem com qualquer Vinho Verde disponível na carta do restaurante
A alheira grelhada é servida na companhia de purês de limão e de maçã e vai bem com qualquer Vinho Verde disponível na carta do restaurante Fernando Moraes/Veja SP

Para um bom jantar em um restaurante

Já que o programa preferido dos paulistanos é comer fora, um rótulo de Vinhos Verdes pode ser a companhia ideal – além das que você já convidou, claro. Muitos restaurantes na cidade permitem que você leve suas garrafas de casa, cobrando só a taxa de rolha (o aplicativo Taxa de Rolha traz uma lista dos estabelecimentos em que elas são bem-vindas). Mas não faltam opções de Verdes nas cartas dos restaurantes, já que eles estão presentes na maioria delas. O restaurante/bar de vinhos Ovo e Uva (R. Mateus Grou, 286), por exemplo, tem sempre um rótulo de Vinho Verde gelado para casar bem com uma alheira servida com purê de limão e compota de maçã da casa. Uma ótima escolha é o Muros Antigos Anselmo Mendes. Harmonização de primeira!

Vinho Muros Antigos, produzido por Anselmo Mendes, um dos enólogos mais respeitados de Portugal
Vinho Muros Antigos, produzido por Anselmo Mendes, um dos enólogos mais respeitados de Portugal EnoEventos/Divulgação

Continua após a publicidade

Publicidade