Imagem Blog

Pop! Pop! Pop!

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais
Continua após publicidade

Por que Britney Spears não pode nem tirar DIU? Entenda tutela sobre corpo da artista

Britney pede pelo fim de tutela controlada pelo pai e afirma ter sido forçada a fazer turnê em 2018: "Só quero minha vida de volta"

Por Humberto Abdo
Atualizado em 26 jun 2021, 12h30 - Publicado em 26 jun 2021, 12h08

Na última quinta, 24, Britney Spears falou pela primeira vez no tribunal americano sobre sua situação vivendo sob a tutela de seu pai, Jamie Spears. A cantora luta para obter liberdade e controle de sua vida e finanças e fez revelações marcantes sobre os últimos anos, entre elas o fato de ter sido proibida de visitar um médico para retirar o DIU (dispositivo usado como método contraceptivo) para poder engravidar.

Em uma declaração de 24 minutos contra a tutela, Britney Spears falou com a juíza de Los Angeles Brenda Penny e afirmou querer processar sua família, além de revelar ter sido “abusada” por um terapeuta anterior, entre várias outras acusações. É a primeira vez que a cantora se dirige diretamente ao tribunal desde que seu advogado pediu a suspensão de Jamie como tutor da herança estimada em 60 milhões de dólares.

+ Documentário sobre Britney Spears dá detalhes chocantes da vida da cantora

“Estou traumatizada. Não estou feliz, não consigo dormir”, afirmou na audiência. “As pessoas que fizeram isso comigo não deveriam poder sair impunes tão facilmente. Elas deveriam estar presas.”

Tutela já dura 13 anos

Jamie Spears conquistou o controle sobre a vida e a carreira da artista após a filha ter sido internada. Tudo começou em 2007, quando a cantora vivia o auge da fama e passou a ser perseguida incessantemente pelos paparazzi. Todos os momentos de sua vida eram registrados e divulgados, o que a levou a desenvolver distúrbios psiquiátricos e psicológicos e a ser internada naquele ano.

Continua após a publicidade

Em 2008, o pai entrou com um pedido de tutela e conquistou o direito de controlar toda a fortuna e tomadas de decisão da cantora, uma garantia rara concedida pela corte de Los Angeles, uma vez que medidas como esta são mais comuns em relação a idosos com problemas de memória e perda de capacidades.

Britney Spears
Britney Spears em ‘Femme Fatale’: último álbum e hits da carreira. (Divulgação/Veja SP)

O pai e o advogado passaram a ser responsáveis por Britney Spears por tempo indeterminado, gerindo a fortuna avaliada em 60 milhões de dólares, assim como questões de ordem médica e legais.

Em seu discurso nesta semana, a cantora afirmou, por exemplo, estar impedida de realizar o desejo de se casar e ter mais filhos. “Eu quero pode me casar e ter um bebê. Me avisaram que eu não posso me casar. Eu tenho um DIU dentro de mim, mas essa tal ‘equipe’ não me deixa ir ao médico para tirá-lo porque eles não querem que eu tenha mais filhos. Essa tutela está causando muito mais mal do que bem para mim.”

Continua após a publicidade

Pedido de socorro

Com seu discurso, a cantora confirmou as suspeitas levantadas pelo movimento #FreeBritney, até então visto com ressalvas e um tom de teoria conspiratória nas redes sociais.

+ Adriane Galisteu será a nova apresentadora do reality show A Fazenda

“Peço desculpas por fingir que estava bem nos últimos dois anos”, escreveu ela em seu perfil no Instagram. “Fiz isso por causa do meu orgulho e eu tinha vergonha de compartilhar o que aconteceu comigo.”

Britney disse que nunca soube que poderia entrar com um pedido pelo fim de sua tutela durante todos esses anos. “Eu achei que ninguém iria acreditar em mim. Eu achei que as pessoas iam rir e fazer piadas. É o meu desejo e meu sonho que tudo isso acabe, eu quero a minha vida de volta… Não é justo que estejam espalhando mentiras sobre mim, inclusive minha própria família”, disse.

Continua após a publicidade
Cena de Britney quebrando carro com guarda-chuva.
Britney Spears careca, em 2007: ataque de fúria. (Reprodução/Reprodução)

“É engraçado ouvir o lado da história dos meus gerentes”, continuou. “Todos disseram que eu não participava dos ensaios e nunca concordei em tomar meu remédio – meu remédio só é tomado de manhã, nunca no ensaio. Eles nem mesmo me veem. Então, por que eles estão afirmando isso? Quando eu disse não para uma coreografia nos ensaios, foi como se eu tivesse plantado uma bomba enorme. E eu disse não, não quero fazer assim.”

“Depois disso, minha gestão, meus dançarinos e meu assistente das novas pessoas que deveriam fazer o novo show, todos entraram em uma sala, fecharam a porta e não saíram por pelo menos 45 minutos. Não estou aqui para ser escrava de ninguém, eu posso dizer não a um movimento de dança”, desabafou. “Então soube pelo meu terapeuta na época, que meu empresário ligou para ele e disse que eu não estava cooperando ou seguindo as diretrizes nos ensaios. E disse que eu não estava tomando minha medicação.”

“Três dias depois, depois que eu disse não ao show em Vegas, meu terapeuta me sentou em uma sala e disse que recebeu um milhão de telefonemas sobre como eu não estava cooperando nos ensaios e não estava tomando meus medicamentos. Tudo isso era falso. Ele imediatamente, no dia seguinte, me deu lítio do nada. Ele tirou meus remédios normais que estou usando há cinco anos. E o lítio é um medicamento muito, muito forte e completamente diferente do que eu estava acostumado. Você pode ficar mentalmente debilitado se tomar muito, se ficar por mais de cinco meses. Mas ele me colocou nisso e eu me senti bêbada. Eu realmente não conseguia nem cuidar de mim mesma.”

Continua após a publicidade

A juíza responsável pelo caso agradeceu Britney pelo depoimento e afirmou que foi preciso “muita coragem” para que ela se pronunciasse sobre o assunto. O namorado da cantora, Sam Asghari, mostrou seu apoio à amada ao posar em suas redes sociais com uma camiseta com a frase Free Britney (libertem Britney), nome do movimento organizado por seus fãs pelo fim da tutela.

Família Spears quebra o silêncio

Após a artista dizer que “qualquer coisa que acontecesse comigo precisava e ser aprovada por meu pai” e que nunca teve “chance de opinar nada sobre minha agenda de compromissos”, foi a vez dos pais de Spears se manifestarem sobre as queixas da filha. Pelo advogado Gladstone N. Jones, a mãe da estrela, Lynne Spears, fez um comentário breve, se descrevendo como “uma mãe muito preocupada”.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Jamie Spears, pai da cantora e alvo do processo, afirmou pela advogada Vivian Lee Thoreen: “Jamie lamenta ver sua filha com tanto sofrimento. Ele ama a filha e sente muita falta dela”. Ainda não se sabe o que acontecerá nos próximos passos do processo. Como Britney disse em seu depoimento, ela se sente como uma escrava e só descobriu que podia tentar finalizar a tutela recentemente. “Eu gostaria de processar minha família, para ser honesta com você. Gostaria de compartilhar minha história com o mundo e o que eles fizeram comigo.”

Continua após a publicidade

Documentário revelou detalhes chocantes sobre a tutela

Lançado no início do ano pelo The New York Times, o documentário Framing Britney Spears provocou ainda mais pânico e suspeitas sobre a rotina vivida pela cantora nos últimos anos.

O filme faz um compilado de sua infância e adolescência, da fama com o hit Baby One More Time (1999), do turbulento caso com Justin Timberlake, do inesperado casamento com Kevin Federline, com que teve dois filhos. Mostra os altos da estrela e também os baixos, quando ela teria perdido os direitos de decidir sobre a própria vida e ficado sob a tutela do pai.

Mas o que teria levado Britney a “perder a razão”? O filme então analisa como tabloides, paparazzi e programas e revistas de fofocas transformaram sua vida em um inferno e colaboraram com sua instabilidade emocional. É o registro de um passado não tão distante que se vê com atenção e surpresa.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.