Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Pai de família popular no YouTube é questionado por “sexualizar criança”

Nos últimos dois anos, a família conquistou 15 milhões de seguidores na plataforma com vídeos mostrando quase todas as facetas do dia a dia do casal

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 10 jan 2019, 19h28 - Publicado em 10 jan 2019, 19h16

O canal do YouTube The ACE Family ganhou muitos fãs ao produzir conteúdo para famílias, com algumas pegadinhas. Nos últimos dois anos, a família conquistou 15 milhões de seguidores na plataforma com vídeos mostrando detalhes do dia a dia do casal com as filhas de 2 anos de idade. No entanto, 2019 já começou a polêmico para as webcelebridades.

Na última semana, fãs ficaram chateados após a viralização de um vídeo, gravado pelo pai da família, Austin McBroom, comprando um pirulito no formato de um pênis para uma criança pequena — e fazendo piadas com a guloseima. O clipe, aparentemente gravado pelo próprio McBroom, mostra uma menina pedindo que ele comprasse a guloseima adulta. Ainda não se sabe se a garota faz parte da família, mas alguns fãs suspeitam que ela tenha algum parentesco com a mãe, Catherine Paiz. Assista: 

“Ela disse que iria roubá-lo se eu não comprasse, então é melhor eu comprar o pirulo”, garante McBroom, às gargalhadas. O vídeo foi rapidamente gravado e compartilhado on-line, onde fãs ficaram chocados a atitude do homem. Muitos deles criticaram McBroom por “sexualizar uma criança”: “Você comprou um artigo sexual para uma criança. Isso está muito errado”, escreveu um internauta após a repercussão. “Eu sabia que vocês eram bregas, mas isso aqui… é nojento!”, disse outro.

Esta não é a primeira vez que o canal no YouTube, ou o próprio McBroom, foram surpreendidos por controvérsia. Em agosto de 2018, internautas encontraram tuítes antigos de do pai da família com comentários ofensivos sobre mulheres, especialmente negras. Muitos fãs se distanciaram dos youtubers após a polêmica, mas muitos ainda defenderam o quarteto e permaneceram apoiando o trabalho.

Após a nova controvérsia, fãs estão confusos: “Eu amava a família ACE, mas eu não sei o que sentir agora, especialmente porque isso não é uma piada. Que diabos? Austin e Catherine McBroom, isso é nojento!”, desabafou uma jovem. A família ainda não se pronunciou sobre a questão, nem on-line ou por comunicado — e continuam atuando ativamente em redes sociais. “Então você vai apenas ignorar o seu vídeo comprando o pirolito para a menina?”, escreveu um internauta após um tuíte de McBroom nesta quarta-feira (9). O silêncio só aumenta a frustração dos fãs.

As informações são do BuzzFeed.

Dê sua opinião: E você, o que achou da história? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês