Imagem Blog

Pop! Pop! Pop!

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais
Continua após publicidade

Juninho Pernambucano leva “puxão de orelha” da Globo ao vivo

Em bate papo com André Rizek, o comentarista fez críticas severas aos jornalistas que cobrem times específicos, também conhecidos como "setoristas"

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 5 fev 2020, 14h11 - Publicado em 2 Maio 2018, 10h26

Um comentário do ex-jogador Juninho Pernambucano deu o que falar durante o programa Seleção SporTV. Em bate papo com o apresentador André Rizek, o comentarista fez críticas severas aos jornalistas que cobrem times específicos, também conhecidos como “setoristas” na imprensa.

Os setoristas são muito piores hoje em dia. Eu sei que eles ganham mal, mas cada um tem o caráter que tem. Se eu sou setorista, o que eu ia fazer, ia tentar fazer um ótimo trabalho para tentar ir para outra etapa, subir“, disparou o comentarista. “Parte da imprensa também tem culpa na violência, porque há um excesso de pilha. Já vi isso também de olhar para você, um jogador que é profissional, não tem formação e ganha 100 000 reais. Tem um cara que está ali, estudou quatro anos, fez de tudo para se formar jornalista, para ser setorista e ganhar mal. Talvez ele leve em consideração. É difícil você ganhar 3 000 ou 4 000 reais em uma sociedade e se você não for um cara fera, tem que entrevistar um cara que ganha mais e que você considera ele um ninguém“, disse.

Alguns minutos após a declaração,  Rizek interrompeu o programa para ler uma nova enviada pela direção de jornalismo da própria TV Globo. “Há bons e maus profissionais em todas as categorias. Temos mais de 30 setoristas trabalhando hoje no Grupo Globo e eles recebem aqui nossa confiança e solidariedade. Muitas vezes são eles que mais sofrem com desequilíbrio e eventual violência dos torcedores. Isso não quer dizer que o Juninho não tenha o direito à sua opinião, o que é e continuará sendo livre. Mas é importante fazer esse registro“, diz o texto da produção.

Na sequência, Juninho respondeu ao “puxão de orelha” da TV Globo: “Eu completo só que nunca é generalizado, porque não é todo mundo assim. Mas é minha opinião e não retiro. Eu fui perseguido por setoristas, eu vivi isso, vi de perto isso. Então eu tenho base para falar. Inclusive eu já coloquei setorista na Justiça. E quando chegou lá, o setorista me chamou de mau caráter, colocou no Facebook dele, minha família viu. Eu sei como funciona, por isso que dei minha opinião. Mas quem manda é a direção e tem o total direito de concordar comigo ou não“, finalizou. Assista: 

https://www.youtube.com/watch?v=AKGK018v45U&feature=youtu.be

Na internet, o momento inesperado chamou atenção na internet — muitos questionaram a atitude de Juninho Pernambucano e parabenizaram a TV Globo pelo posicionamento. Confira a repercussão: 

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Dê sua opinião: E você, o que achou do “puxão de orelha”? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.