Imagem Blog

Pop! Pop! Pop!

Por Blog
Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais
Continua após publicidade

Assustador, vídeo do “IML de Cuiabá” foi feito em outra cidade

O registro misterioso chamou a atenção dos internautas e provocou muitos boatos: "Esse vídeo do IML de Cuiabá, meu Santo Cristo", comentou jovem no Twitter

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 14 mar 2017, 13h16 - Publicado em 14 mar 2017, 13h14

Na manhã desta terça (14), muitos internautas ficaram intrigados com um registro para lá de sinistro: no Twitter, um vídeo mostra dois seguranças explorando um ambiente escuro, com luzes piscando, e uma porta batendo constantemente, sem motivo aparente. Nos comentários, muitos acreditavam que as imagens tinham sido feitas no Instituto Médico Legal (IML) de Cuiabá, no Mato Grasso — no entanto, o mistério permaneceu.

A localização do vídeo é, na verdade, bastante diferente do que se imaginava: as imagens foram feitas no Centro de Atendimento Integral à Criança e ao Adolescente de Araucária (CAIC), no Paraná, de acordo com o Jornal EXTRA. A informação foi confirmada pela direção da Escola Municipal Eglé Cordeiro Machado Pinto, que faz parte do complexo educacional — contatada por VEJA São Paulo, a instituição afirmou que não poderia se pronunciar sobre o caso.  Assista: 

De acordo com a Prefeitura de Araucária, a Secretaria de Segurança Pública abrirá uma sindicância para averiguar os acontecimentos mostrados nas imagens. Os dois agentes responsáveis pelo registro também foram identificado. O vídeo foi feito por guardas noturnos na noite de domingo (12), enquanto eles verificavam o que estaria provocando o bater das portas.

O engano circulou nas redes sociais, com muitas pessoas utilizando o termo “IML de Cuiabá” para comentar o assunto sobrenatural no Twitter. Alguns internautas, no entanto, desmentiram o boato, afirmando que o vídeo foi feito no corredor do colégio do Paraná. Confira a repercussão: 

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Dê sua opinião: E você, o que achou do vídeo arrepiante? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.