Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Concurso cultural premia foto machista e provoca polêmica na internet

Era para ter sido apenas um concurso de fotografias. Mas o desafio proposto por uma empresa que gerencia carreira de jogadores e técnicos de futebol (a OTB Sports) acabou se transformando em uma grande polêmica na internet. O motivo? A foto vencedora foi acusada de machismo. + Vídeo mostra reação dos homens ao ver suas namoradas […]

Por VEJASP Atualizado em 26 fev 2017, 15h18 - Publicado em 29 jul 2015, 12h14

concurso

Era para ter sido apenas um concurso de fotografias. Mas o desafio proposto por uma empresa que gerencia carreira de jogadores e técnicos de futebol (a OTB Sports) acabou se transformando em uma grande polêmica na internet. O motivo? A foto vencedora foi acusada de machismo.

+ Vídeo mostra reação dos homens ao ver suas namoradas serem cantadas

Na promoção, o autor do melhor clique que representasse o “amor pelo Flamengo” ganharia uma camisa do atacante Paolo Guerrero, um dos astros empresariados pela agência. O problema foi que a imagem vencedora mostrava um torcedor rubro-negro que resolveu amordaçar uma mulher com a camisa do Botafogo para curtir um jogo na TV sem ser interrompido.

Além das muitas críticas recebidas pela imagem em si, houve quem apontasse que o registro feriu as regras do concurso, que vetava fotos com “cunho ofensivo, imoral, racista, discriminatório, com teor ilícito, ou imagens que sugiram ou estimulem atos que possam colocar em risco a saúde, segurança e vida da audiência”. Confira a imagem:

Continua após a publicidade

foto-premiada.png

Uma das críticas mais contundentes partiu da fanpage Dibradoras, que luta por uma maior participação das mulheres no futebol. “Absurdo. Poderia ser uma foto para representar uma discussão sobre a violência contra a mulher. Mas não. Foi a escolhida, entre muitas, como vencedora de um concurso cultural de amor ao time. Estamos indignadas“, escreveram. Confira o post:

dibradoras

A repercussão negativa fez a agência, que havia considerado a foto “divertida”, voltar atrás e se retratar pelo “mal entendido”. “Entendemos o posicionamento de cada opinião e achamos por certo desclassificar a imagem divulgada e realizar uma nova auditoria. Nosso objetivo em nenhum momento foi transmitir machismo ou atuar como um veículo de promoção do ódio”. O novo ganhador será divulgado nesta quarta (29).

otb

A foto é machista ou a reação da internet foi exagerada? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa fanpage no Facebook.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês