Imagem Blog

Poder SP - Por Sérgio Quintella

Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Sérgio Quintella é repórter de cidades e trabalha na Vejinha desde 2015
Continua após publicidade

Conselho de Ética da Alesp antecipa reunião e começa a julgar Mamãe Falei

Arthur do Val é alvo de doze pedidos de cassação

Por Sérgio Quintella Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 8 mar 2022, 17h09 - Publicado em 8 mar 2022, 15h46

A deputada estadual Maria Lucia Amary (PSDB), presidente do Conselho de Ética da Assembleia Legislativa (Alesp), marcou para a próxima quarta-feira (9) uma reunião extraordinária para começar a analisar os doze pedidos de cassação impetrados contra Arthur do Val (sem partido, pois pediu desfiliação do Podemos), após a divulgação de áudios de cunho sexistas na última sexta (4).

Composto por oito membros, sendo cinco homens e três mulheres, o colegiado, que normalmente se reúne às sextas-feiras, deverá concluir o caso em até dois meses. Na segunda-feira, o deputado acusado de quebrar o decoro parlamentar disse à Vejinha que seu caso é “menos grave” do que o cometido pelo seu colega Fernando Cury (sem partido), contra a também deputada Isa Penna (PSOL).

Representado no conselho, Cury recebeu uma suspensão de seis meses.  “Mandei áudios, cometi um erro grotesco, mas perder mandato? Tivemos um caso de assédio real na Assembleia, não foi algo apenas falado. Eu não assediei ninguém. O caso dele foi mais grave. O meu caso não existe. Não encostei em ninguém. Apenas falei um monte de merda”.

Em carta enviada ao Conselho de Ética nesta terça (8), o deputado voltou a falar que não merece ter o mandato cassado. “Assumo e entendo a necessidade desta Casa aplica-me uma punição. É justo e necessário. Entretanto, peço encarecidamente que considerem a ausência de dolo e dano a terceiros na dosimetria da pena. Se de um lado a punição é necessária, de outro, a cassação se faz excessiva”, disse. Em outro trecho do documento, do Val diz que envergonhou toda sua família. “Estou repleto de problemas pessoais. Envergonhei minha mãe, minhas tias, minha sobrinha e perdi minha namorada.”

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.