Imagem Blog

Na Plateia

Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Indicações do que assistir no teatro (musicais, comédia, dança, etc.) por Laura Pereira Lima (laura.lima@abril.com.br)
Continua após publicidade

Algumas peças que você deve ver em 2016 em São Paulo

O teatro de 2016 ainda está sendo desenhado, logo não parece tão firme, tão concreto. Descobri algumas promessas possíveis de se tornarem realidade nos palcos paulistanos no ano que vem. Então, vamos torcer… “O Testamento de Maria”: sob a direção de Ron Daniels, Denise Weinberg abre a temporada em 7 de janeiro, no Sesc Pinheiros, como protagonista […]

Por Dirceu Alves Jr.
Atualizado em 26 fev 2017, 13h49 - Publicado em 17 dez 2015, 15h52
"O Testamento de Maria": Denise Weinberg protagoniza seu primeiro monólogo (Foto: João Caldas)

“O Testamento de Maria”: Denise Weinberg protagoniza seu primeiro monólogo (Foto: João Caldas)

O teatro de 2016 ainda está sendo desenhado, logo não parece tão firme, tão concreto. Descobri algumas promessas possíveis de se tornarem realidade nos palcos paulistanos no ano que vem. Então, vamos torcer…

https://videos.abril.com.br/script/vejasp/id/03d7e9a7a36bbaca28c7f9cfd7b8275e?w=590&h=332

“O Testamento de Maria”: sob a direção de Ron Daniels, Denise Weinberg abre a temporada em 7 de janeiro, no Sesc Pinheiros, como protagonista do monólogo do escritor irlandês Colm Tóibin.

+ Leia mais sobre “O Testamento de Maria”.

“Uma Ilíada”: sucesso no Rio, o monólogo interpretado e dirigido por Bruce Gomlevsky sobre a Guerra de Troia entra em cartaz no Sec Pompeia em 8 de janeiro.

“Fim de Jogo”: Renato Borghi abre as portas de seu próprio apartamento, na Alameda Santos, para uma encenação intimista do clássico de Samuel Beckett. Isabel Teixeira dirige ainda Elcio Nogueira Seixas, Maria de Castro Borghi e Adriano Borghi. A estreia está prometida para 14 de janeiro.

Continua após a publicidade

+ Confira a lista de indicados ao Prêmio Shell em São Paulo.

“As Benevolentes”: Thiago Fragoso protagoniza a adaptação do romance de Jonathan Littell que entra em cartaz no Teatro Arthur Rubinstein, da Hebraica, em 21 de janeiro. A direção do monólogo é de Ulysses Cruz.

“Diga que Você Já me Esqueceu”: inspirado no universo de Nelson Rodrigues, Dan Rosseto escreveu e dirige a peça que entra em cartaz no Teatro Augusta em 20 de janeiro. Angela Figueiredo está no elenco.

“Chet Baker, Apenas um Sopro”: Paulo Miklos estreia no teatro na pele do grande trompetista do jazz americano. Com texto de Sérgio Roveri e direção de José Roberto Jardim, a peça estreia no Centro Cultural Banco do Brasil em 20 de janeiro.

Paulo Miklos e Anna Toledo: "Chet Baker - Apenas um Sopro" no CCBB

Paulo Miklos e Anna Toledo: “Chet Baker, Apenas um Sopro” estreia no CCBB (Foto: Vitor Iemini)

“Teorema XXI”: o Grupo XIX de Teatro evoca a obra do cineasta italiano Pier Paolo Pasolini (1922-1975) em nova parceria do diretor Luiz Fernando Marques e do dramaturgo Alexandre Dal Farra. Encenada na Vila Maria Zélia, a montagem entra em cartaz em 22 de janeiro.

Continua após a publicidade

“Tudo no Seu Tempo”: com direção de Eduardo Muniz, a comédia de suspense do inglês Alan Ayckbourn estreia em 22 de janeiro no Teatro Jaraguá. Cynthia Falabella, Fernanda Couto, Joca Andreazza, Edu Guimarães,  Bete Correia e Gustavo Trestini estão no elenco.

“A Tragédia Latino-Americana” e “A Comédia Latino-Americana”: com base em clássicos da literatura latino-americana, o diretor Felipe Hirsch criou o espetáculo dividido em duas partes. No elenco estão Caco Ciocler, Julia Lemmertz, Caio Blat, Magali Biff, Georgette Fadel e outros.

+ Saiba quais foram as cinco melhores peças de 2015.

“Com Amor, Brigitte”: a visita de Brigitte Bardot ao Brasil na década de 60 inspirou o dramaturgo Franz Keppler a criar a peça que ganha direção de Fábio Ock. A estrela francesa será interpretada por Bruna Thedy a partir de 26 de fevereiro no Masp.

“Cinderella”: Ulysses Cruz dirige a versão brasileira da superprodução musical que estreia no Teatro Alfa em 26 de fevereiro. Cássia Kis defenderá o papel da madrasta da protagonista.

“We Will Rock You”: as canções da banda inglesa Queen servem de base para o musical sobre um grupo de rebeldes em busca da liberdade de pensamento. A estreia está prometida para 3 de março inaugurando Teatro Santander.

Continua após a publicidade

+ Saiba mais sobre o Teatro Santander.

“Wicked”: a nova superprodução do Teatro Renault ganha o palco em 4 de março e  é uma espécie de prévia de “O Mágico de Oz”. Na trama, a história das bruxas Elphaba e Glinda, uma má e outra boa, que viviam na Terra de Oz antes da chegada do mágico e de Dorothy.

“O Musical Mamonas”: o diretor José Possi Neto transforma em espetáculo a carreira meteórica da banda paulista que morreu em um acidente aéreo pouco depois de estourar no Brasil inteiro. A estreia será em 11 de março no Teatro Raul Cortez.

“Um, Dez, Cem Mil Inimigos do Povo ou O Povo contra o Povo”: Kleber Montanheiro adaptou e dirige o clássico “O Inimigo do Povo”, de Ibsen, na montagem que deve ocupar a Cia. da Revista a partir de abril.

Letícia Sabatella e Fernando Alves Pinto: em breve, Piaf e Brecht nos palcos

Letícia Sabatella e Fernando Alves Pinto: em breve, Piaf e Brecht nos palcos (Foto: Victor Hugo Ceccato)

“Retratos em Canção – Piaf e Brecht”: Leticia Sabatella e Fernando Alves Pinto interpretam a cantora francesa Edith Piaf e o dramaturgo alemão Bertolt Brecht no espetáculo que tem dramaturgia de Aimar Labaki e direção de Bruno Perillo.

Continua após a publicidade

“Os Realistas”: Débora Bloch, Emílio de Mello, Fernando Eiras e Mariana Lima são dirigidos por Guilherme Weber em texto inédito de Will Eno. Depois de temporada no Rio, o espetáculo deve chegar a São Paulo em abril.

“Gata em Teto de Zinco Quente”: sob a direção de Eduardo Tolentino de Araújo, Bárbara Paz protagoniza o drama de Tennessee Willians que deve estrear em maio no Centro Cultural Banco do Brasil. Augusto Zacchi, Zécarlos Machado, Kelzy Ecard e Fernanda Viacava também integram o elenco.

“Isadora”: Melissa Vettore protagoniza espetáculo dirigido por Elias Andreato sobre a bailarina americana Isadora Duncan.

+ Melissa Vettore fala sobre o desafio de viver Isadora Duncan.

“My Fair Lady”: o diretor Jorge Takla prepara nova versão do musical inspirado na peça “Pigmaleão”, de Bernard Shaw, que estreia em agosto no novo Teatro Santander.

“O Leite Derramado”: o diretor Roberto Alvim promete adaptar e encenar o romance publicado por Chico Buarque em 2009. O compositor, inclusive, estaria criando canções para a trilha sonora.

Continua após a publicidade

“Ubu Rei”: Marco Nanini se une à Cia. Atores de Laura para protagonizar o clássico da comédia política da autoria do francês Alfred Jarry. Daniel Herz assina a direção.

"Os Realistas": Emílio de Mello, Débora Bloch, Fernando Eiras e Mariana Lima (Foto: Divulgação)

“Os Realistas”: Emílio de Mello, Débora Bloch, Fernando Eiras e Mariana Lima (Foto: Divulgação)

Quer saber mais sobre teatro? Clique aqui.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.