Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Randômicas Por Juliene Moretti Tudo sobre música, clipes, entrevistas e novidades dos shows.

BTS arrebata fãs com samba, português e juntos e shallow now

Grupo coreano se apresentou no Allianz Parque lotado em mais de duas horas e meia de espetáculo

Por Juliene Moretti Atualizado em 26 Maio 2019, 11h03 - Publicado em 26 Maio 2019, 10h41

A essa altura do campeonato, provavelmente você já deve ter ouvido sobre o BTS, septeto coreano do k-pop, formado por Jin, V, Suga, J-Hope, RM, Jimin e Jungkook. O alvoroço ao redor do assunto começou em fevereiro, quando o grupo anunciou a apresentação por aqui e os fãs deram início ao acampamento diante do Allianz Parque.

Imagina, então, a ansiedade da chegada do grande dia. Ontem, por volta das 7 horas da manhã, a Avenida Francisco Matarazzo, onde fica o Allianz Parque, estava tão movimentada quanto em um dia de semana normal. Ônibus buscavam lugar para estacionar e carros e mais carros chegavam e desembarcavam a garotada – a maior parte era formada por meninas.

Aliás, quando faltava ainda uma hora para o início do espetáculo, o show era delas. Enquanto videoclipes do septeto eram transmitidos nos telões, a plateia cantava a todo o pulmão, em coreano, ou o que a gente consegue entender como tal.  A devoção foi retribuída pelo grupo em incontáveis momentos durante a apresentação. Eles arranharam e muito no português, fizeram juras de amor, e até arriscaram por alguns minutos no samba – sim, tentaram rebolar e a garotada foi ao delírio.

O Allianz Parque na noite de ontem: o segundo show, hoje, também está com ingressos esgotados BigHit Entertainment/Veja SP

Logo no início, dois grandes tigres infláveis prateados levantaram as patas e o grupo surgiu, já com as fortes batidas do pop, por vezes acompanhadas da aceleração do R&B, e coreografias acompanhadas de algumas dezenas de dançarinos. A música era “Dionysus” e foi seguida por “Not Today”, além de pirotécnica e fogos de artifício. Na platéia, pessoas seguravam bastões de luz, que mudavam de cor de acordo com a música. Estes podiam ser comprados por 250 reais. Preço salgado? Não importa, o visual era de encher os olhos.

Continua após a publicidade

O show foi dividido em quatro atos e o bis. O início de cada parte dava a oportunidade de um dos meninos dominarem o palco sozinho. Nenhum fez feio, pelo contrário. Na dúvida se eles estavam cantando mesmo ou não, o espetáculo fez o estádio tremer, mais de uma vez, e isso é para bem poucos. Com coreografia impecável aos olhos da plateia, eles sensualizavam para a câmera de forma coordenada, mordiam os lábios, provocavam as meninas mostrando um pouquinho da barriga.

O BTS no Allianz Parque: fãs acampados desde fevereiro BigHit Entertainment/Veja SP

A cada música, um cenário diferente e foi assim por duas horas e quarenta minutos — incluindo quase dez, ao final, quando cada um mandou o seu recado para os fãs e rolou uma tentativa frustrada de fazer uma ola com o estádio inteiro. Deu para arriscar um balanço com “Boy with Luv”, “Fire” e “Idol” (que lembrou um pouquinho de Gangnam Style, do conterrâneo Psy). “Euphoria” fez Jungkook fazer um passeio aéreo pelo estádio preso em um cabo. Dessa, a turma já partiu para a animada “Fake Love”. Não tinha como escapar de outras igualmente dançantes como “Mic Drop”, “So What” e “Make it Right” e até mesmo um brinquedo inflável, desses de escorregar se abriu no palco.

A longa despedida, quando cada um dos sete reservou minutos para agradecer e descrever o sentimento de estar ali, com menções diretas ao Army e ao Brasil, reforçou o cuidado que o BTS tem com os fãs. Aprenderam português, sambaram, conversaram e mandaram até um “juntos e shallow now” nos discursos para lembrar que neste domingo (26) tem mais, também no Allianz Parque.

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês