Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Memória Por Blog Uma viagem no tempo às décadas passadas por meio de suas histórias, costumes e curiosidades.

Dez curiosidades sobre o Danoninho

Produzido para crianças, mas agrada todas as idades há 45 anos

Por Roosevelt Garcia Atualizado em 20 jan 2022, 14h15 - Publicado em 11 abr 2018, 15h07

Nos anos 70, ele “valia por um bifinho”. Nos anos 80, esse slogan não era mais usado, mas ficava implícito quando o jingle da campanha publicitária do produto usava a música O Bife, e as crianças cantavam “me dá, me dá, me dá, me dá Danoninho, Danoninho já”. E com o tempo, ele foi se adaptando e ficando ainda mais saudável para as crianças, com adição de mais vitaminas. O fato é que o Danoninho está presente no coração da gente há 45 anos, e se você tem de 6 a 60 anos, certamente já deliciou com ele em alguma fase da sua vida. Conheça algumas curiosidades sobre o produto:

 

  • O produto é um “queijo petit suisse” e foi criado na França pela Danone em 1967, já naquela época uma experiente fabricante de iogurtes. O processo para fazer o petit suisse é quase o mesmo para fazer queijo fresco, com a adição das frutas no final do processo, por isso ele é na verdade mais queijo do que iogurte.

 

  • Ele foi desenvolvido especialmente para o público infantil, e continha nutrientes para complementar a alimentação dos pequenos desde que foi lançado. Foi um sucesso enorme, e logo ganhou outros países da Europa.

 

  • A Danone começou a fabricar o produto no Brasil em 1973, e o batizou de “Danoninho” porque concluiu que seu público alvo, as crianças, se identificavam com palavras no diminutivo.

    Páginas de revistas em quadrinhos dos anos 70 com anúncios do Danoninho Danone/Divulgação

 

 

  • Em 1974 veio a campanha publicitária que se tornaria a mais famosa do produto. O slogan “Danoninho vale por um bifinho” foi criado pelo premiado publicitário Alex Periscinoto. A campanha tentava passar a mensagem que um pote de Danoninho tinha o mesmo conteúdo nutricional de um pedaço de carne de 180 gramas.

Continua após a publicidade

  • Contestado por nutricionistas e pelo Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), a Danone deixou de usar o slogan nos anos seguintes. Os nutricionistas alegavam que a equivalência do Danoninho com a carne era somente na quantidade de calorias, e não em fatores nutricionais.

 

  • Em 1989, uma nova campanha publicitária acabaria também sendo uma das mais lembradas da marca. Crianças cantando as diversas propriedades nutricionais do Danoninho no ritmo da música O Bife, evitando deixar explícita a antiga comparação com o bifinho.

  • O Brasil é responsável por 20% do consumo mundial de produtos da Danone, e o Danoninho é um dos maiores culpados disso, juntamente com o Danette.

 

  • Nos últimos dez anos, a fórmula do Danoninho mudou bastante. Hoje o produto tem 30% menos açúcar, e usa corante natural, em vez de corante artificial. Por isso ele é menos rosado do que antigamente.

 

  • Para a fabricação do Danoninho, o leite recebe um fermento especial vindo da Holanda, num processo que demora sete horas. Cada produto da Danone leva um fermento especialmente desenvolvido e patenteado pela empresa.

    Dino, o mascote do Danoninho Danone/Divulgação

 

  • O mascote que hoje é símbolo do Danoninho, o dinossauro Dino, foi criado no México em 1994 e chegou ao Brasil em 2002. Seu visual já mudou algumas vezes nos últimos anos, mas sua intenção continua a mesma: levar às crianças a ideia de diversão. O personagem até se tornou protagonista de uma animação levada ao ar pelos canais da Disney.

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês