Imagem Blog

CASACOR Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Tendências de decoração, arquitetura, design e paisagismo com curadoria
Continua após publicidade

Paisagista cria portal para difundir informações sobre a flora nativa brasileira

Legado Verde, de Roberto Carneiro, ajuda profissionais a achar fornecedores de plantas e flores _ e muitas delas se adaptam muito bem ao clima paulistano

Por Fernanda Campos Almeida
Atualizado em 28 jan 2022, 13h35 - Publicado em 28 jan 2022, 06h00

Inspirado por Roberto Burle Marx, o também paisagista Roberto Carneiro, 51, decidiu incluir plantas e flores nativas dos biomas brasileiros em seus projetos, mas a tarefa de encontrar quem as cultive não foi fácil.

+ 15 jardins das edições de 2021 da CASACOR do Brasil todo

De acordo com ele, a ampla preferência por espécies estrangeiras — como margaridas, hortênsias, violetas — somada ao desconhecimento sobre exemplares nacionais gera a carência. “O problema é que são ‘plantas de vitrine’ porque estão em ambiente controlado na loja e, quando o consumidor as leva para casa, morrem facilmente e a pessoa acha que não soube cuidar da planta”, explica Carneiro.

Imagem mostra flor roxa com detalhes brancos entre folhas verdes.
A flor da espécie nativa brasileira maracujá-da-caatinga. (Arquivo Pessoal/Reprodução)

Por causa disso, o paisagista decidiu criar o portal dedicado à flora nativa brasileira, Legado Verde (legadoverde.com.br), para difundir informações sobre as espécies nacionais e ajudar outros paisagistas a achar fornecedores. Clúsias, helicônias e avencas são alguns exemplares brasileiros que podem ser cultivados até em apartamentos porque se adaptam ao clima de São Paulo.

São mais de 50 000 espécies nativas conhecidas. “A famosa costela-de-adão, originária do México, pode ser facilmente substituída pelo nosso guaimbê. Optar por plantas nativas incentiva a produção, perpetua nossas espécies, preserva biomas e ainda atrai a fauna local”, defende.

+Assine a Vejinha a partir de 12,90. 

Continua após a publicidade

Publicado em VEJA São Paulo de 2 de fevereiro de 2022, edição nº 2774

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.