Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 29 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Ano-Novo tailandês no Obá

Pela segunda vez consecutiva, a cozinheira tailandesa Yui Sriyabhaya vem a São Paulo preparar pratos para celebrar o Ano-Novo Tai, o Songkran, no restaurante Obá. Do outro lado do planeta, a celebração começa amanhã e se estende por três dias. O Obá antecipou a comemoração, que começa no jantar de hoje e vai até o […]

Por Arnaldo Lorençato Atualizado em 27 fev 2017, 12h34 - Publicado em 12 abr 2012, 22h32

Yui Sriyabhaya: segunda visita a São Paulo (Foto: Tadeu Brunelli)

Pela segunda vez consecutiva, a cozinheira tailandesa Yui Sriyabhaya vem a São Paulo preparar pratos para celebrar o Ano-Novo Tai, o Songkran, no restaurante Obá. Do outro lado do planeta, a celebração começa amanhã e se estende por três dias. O Obá antecipou a comemoração, que começa no jantar de hoje e vai até o dia 22. Yui repete algumas receitas típicas da cidade onde nasceu, Chiang Mai, ao norte daquele belo país. É lá que ela mantém a escola de culinária A Lot of Thai, montada onde antes ficava a garagem de sua casa. No dia 24, ela ensina os segredos de uma das mais apimentadas cozinhas do Oriente na Escola Wilma Kövesi de Cozinha. Confira a entrevista que fiz com ela:

Qual a importância do Ano-Novo na Tailândia?

É o feriado mais dedicado à família. O equivalente ao Natal nos países católicos no sentido que é o feriado em que as famílias se reunem. É o momento do ano em que as pessoas pedem perdão aos mais velhos e mais experientes pelos erros cometidos durante o ano. Um momento para começar tudo de novo. Tem um pequeno ritual no qual se utiliza água para pedir desculpas e benção aos mais velhos (pai, mãe, vizinhos, tios). Todas as famílias limpam as casas, os nichos onde mantêm o Buda e visitam o templo. E finalmente tem uma parte bem divertida e meio carnavalesca na qual todo mundo sai para as ruas e joga água nos outros. É no verão, o clima é muito quente e todo mundo cai na brincadeira.

+ Restaurantes celebram o Ano-Novo tailandês

Qual diferença entre o Ano-Novo tailandês e o cristão?

A data. O Ano-Novo Thai cai antes no calendário lunar (como Ano Novo Chinês ou Semana Santa, etc) e sempre era abril. Num momento da história, foram fixados os dias 13, 14 e 15 para a festa. A “virada” realmente acontece da noite do dia 14 para o dia 15. Mas não tem contagem regressiva como no Ocidente antes da meia-noite. Durante o período, são realizados outros rituais.

Qual a importância da comida durante a celebração?

Como é um momento familiar, toda mundo faz pratos especiais para a celebração. Tem filhos ou parentes que só voltam para casa no Ano-Novo Thai e, como em qualquer lugar, querem comer o melhor que a família prepara. Além disso, levamos comida para os monges nos templos. E como tem muitas pessoas nas ruas celebrando, aumentam ainda mais as barracas de comida na rua.

Continua após a publicidade

+ Veja o cardápio servido pelo Obá

Quais pratos não podem faltar durante a festa?

No norte de onde eu sou, temos muita jaca nova nesta época do ano. Então se coloca a fruta nos curries de porco. Depois, cada família prepara seus pratos favoritos. A comida é central nas relações humanas e familiares na Tailândia.  Por isso, em cada região se prepara o melhor e mais típico.

Existem diferenças regionais na preparação das receitas?

Em termos de culinária, temos cinco regiões principais: sul, norte, noroeste, leste e centro. No norte, comemos mais vegetais verdes, menos carne e pouco coco. Também usamos mais óleo para fritar as pastas de curry. No sul, perto do mar, comem-se muitos frutos do mar e carnes de vários tipos, porque têm muitos muçulmanos e budistas, e os pratos são mais picantes, além de se utilizar muito creme de coco para fritar. Nas partes mais quentes do país, as pessoas gostam de comer mais pimenta para suar e se refrescar. No norte e noroeste, prefere-se mais arroz glutinoso e, no resto do país, o arroz de jasmim normal.

Qual a importância da pimenta e dos condimentos picantes no dia a dia dos tailandeses?

Acreditamos que a pimenta tem componentes químicos que liberam substâncias no corpo que te fazem mais felizes (endorfinas). Também aumenta o apetite e ajuda a refrescar o corpo no clima quente.

Continua após a publicidade

Publicidade