Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Polícia apreende oito aeronaves em operação contra o tráfico

Quatro pessoas foram detidas em flagrante por envolvimento no esquema

Por Estadão Conteúdo Atualizado em 14 fev 2020, 15h55 - Publicado em 12 out 2019, 10h40

Uma operação da Polícia Civil de São Paulo, com apoio da Polícia Federal e da Força Aérea Brasileira (FAB), resultou na apreensão de oito aeronaves avaliadas em 18 milhões de reais, no interior, usadas para o tráfico internacional de drogas. Divulgadas nesta sexta (1), pela Polícia Civil de Americana (SP), as ações resultaram também na apreensão de 1,3 tonelada de cocaína, avaliada em 200 milhões reais.

Conforme o delegado Luís Gazarini, da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), as investigações iniciaram há um ano e meio. Entre as aeronaves, foram apreendidos sete aviões e um helicóptero. Dois aviões foram recolhidos no aeroporto de Americana. Houve apreensões também em Sorocaba, Birigui e Jundiaí, no interior.

Segundo ele, o líder da organização criminosa foi preso no dia 31 de agosto último na cidade de Prado, no sul da Bahia. Ele era procurado pela Justiça Federal desde abril de 2018 quando um avião decolou de Americana carregado com 458 quilos de cocaína e desceu em Caruari (AM).

O piloto, morador de Hortolândia (SP), e outras três pessoas foram detidas em flagrante. As prisões permitiram a identificação do líder da quadrilha e ajudaram a polícia a completar o cerco ao esquema de tráfico.

Durante as investigações, em 31 de outubro de 2018, uma das aeronaves investigadas foi apreendida na Província de Guaricó, na Venezuela, em área utilizada por traficantes para embarcar drogas para outros países, inclusive o Brasil. Outros investigados foram presos nos Estados de São Paulo, Goiás e Amazonas.

De acordo com a Secretaria da Segurança Publica, a operação foi uma forte ofensiva contra o crime organizado no interior do Estado. “A investigação continua com o intuito de identificar outras aeronaves que são utilizadas para esta finalidade. Já temos conhecimento de que existem pelo menos cinco delas que deverão ser apreendidas”, disse Gazarini.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês