Continua após publicidade

Campanha da SPTrans mira os “pernas abertas” nos ônibus

Ideia é a de estimular o uso correto do espaço; internet já cria memes contra os comilões nos coletivos e aqueles com desodorante vencido; confira imagens

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 18 abr 2023, 13h58 - Publicado em 18 abr 2023, 13h51

Com o objetivo de estimular o respeito ao espaço dentro dos ônibus municipais, a SPTrans, a empresa que gerencia o transporte público na capital, instalou cartazes em 12,9 mil coletivos com os dizeres “Respeite o espaço das outras pessoas”, com a foto de um homem com as pernas abertas.

O ato de homens que insistem em ficar com as pernas abertas não só em ônibus mas em todo local público recebeu o nome de manspreading
O ato de homens que insistem em ficar com as pernas abertas não só em ônibus mas em todo local público recebeu o nome de manspreading (SPTrans/Divulgação)

Iniciada no último domingo (16), os cartazes do Jornal do Ônibus ficarão instalados até o dia 30 de abril. A mensagem não cita os “pernas abertas”, mas dá a entender que o recado é justamente para eles. “Não ocupe mais de um assento no ônibus. Respeitar o espaço de quem viaja ao seu lado é um ato de cidadania”, informa o texto.

+Adutora que abastece 2,5 milhões de pessoas é desviada para obra do Metrô

Em apenas dois dias de veiculação, a campanha teve mais de três milhões de visualizações só nas redes sociais da SPTrans. O anúncio virou até meme. A página do Facebook Foco no Jardim Miriam já criou suas próprias campanhas, dizendo que aqueles que ficam com mochila nas costas e na barriga, ficam no corredor e não no fundo do veículo e na porta de entrada e saída também atrapalham muito. Versões novas foram criadas, tais como a que alerta aqueles que insistem em comer durante a viagem e os que estão com o desodorante vencido. Confira abaixo.

Continua após a publicidade
Meme criado a partir da campanha da SPTrans para pedir que os homens fechem as pernas nos ônibus
Meme criado a partir da campanha da SPTrans para pedir que os homens fechem as pernas nos ônibus (Foco no Jardim Miriam/Facebook/Reprodução)
Meme criado a partir da campanha da SPTrans para pedir que os homens fechem as pernas nos ônibus
Meme criado a partir da campanha da SPTrans para pedir que os homens fechem as pernas nos ônibus (Foco no Jardim Miriam/Facebook/Reprodução)

Manspreading

O ato de homens que insistem em ficar com as pernas abertas não só em ônibus mas em todo local público recebeu o nome de manspreading. O termo surgiu nas redes sociais em 2013 e é relacionado ao machismo. Em uma tradução livre, a palavra significa “a expansão do sexo masculino”, porém, a atitude é mais relacionada a ocupação de espaços além do necessário por homens quando sentam e abrem as pernas.

Continua após a publicidade

Anos depois foram criadas campanhas para que homens fecham as pernas nos transportes públicos em cidades europeias como Madri e Paris, além de Nova Iorque, sempre com grande repercussão.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.