Continua após publicidade

Montanha-russa do clima terá calor de 30ºC, tempo seco e frente fria

Semana começa quente, depois esfria, pode ser até que chova e depois volta a esquentar; umidade relativa do ar ficou em 24% na tarde deste domingo

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 6 ago 2023, 17h33 - Publicado em 6 ago 2023, 17h28

Nos próximos dias a cidade de São Paulo terá uma verdadeira montanha-russa no clima. O atípico calorão em pleno inverno continuará nesta segunda-feira (7), e os termômetros podem superar os 30ºC, segundo os meteorologistas. A previsão é a de que a umidade relativa do ar despenque e fique inferior a 30%, bem distante dos 60% recomendados pela OMS (Organização Mundial de Saúde). Neste domingo o lindo dia de sol na capital fez com que a temperatura subisse bastante. Na estação meteorológica do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) instalada na região do Jabaquara, na Zona Sul, foram registrados 29,3ºC às 15h. No mesmo horário a umidade relativa do ar ficou em 24%.

+Polícia prendeu 124 pessoas na região metropolitana por “gato” na luz

A boa notícia é que esse abafamento todo deve dar trégua já no final da tarde, com a proximidade de uma frente fria que passará pela capital e mostrará os seus efeitos na terça-feira (8), quando a temperatura máxima não ultrapassa os 20ºC e poderá fazer com que a umidade relativa do ar suba para 65%, nos cálculos do Inmet.

Na quarta-feira (9) é previsto o aumento significativo de nuvens e uma chuvinha aqui e acolá em alguns bairros da capital não está descartada. A temperatura deve subir um pouco e chegar a 25ºC. Para justificar o título desta nota meteorológica, o da montanha-russa no clima, o sol aparece com força na quinta-feira (10) e a capital poderá ter novamente 30ºC de temperatura máxima e a umidade relativa do ar despenca.

+Após repercussão negativa, Tarcísio diz agora que vai imprimir livros

Médicos indicam que durante dias de tempo seco, as pessoas devem caprichar na hidratação do nariz e olhos para evitar ressecamento. Uma aplicação básica de soro fisiológico já quebra um galho. Beber muita água mesmo se não tiver sede é outra dica, e, para os adeptos de atividades físicas, é recomendável não praticar exercícios nos horários mais críticos do sol, entre 10h e 16h.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.