Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Morre Salim Maroun, comandante da rede Outback no Brasil

O enterro ocorrerá em sua cidade natal, no Líbano

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 31 jan 2017, 16h00 - Publicado em 31 jan 2017, 15h34

O empresário Salim Maroun, CEO do grupo Bloomin’ Brands no Brasil, que opera as marcas Outback, Abbraccio, Mexcla e Fleming’s, faleceu na madrugada desta terça (31) por causa de um câncer. Ele tinha 63 anos.

Nascido em 1953, o libanês se formou em psicologia e filosofia na França e, em 1988, veio para o Brasil com a família por causa dos conflitos no Oriente Médio. Depois de alguns anos como franqueado do McDonald’s, juntou-se a dois parceiros e inaugurou a marca Outback Steakhouse no Rio de Janeiro, em 1997.

Em 2015, ano em que Maroun assumiu o cargo de CEO da empresa, o Outback Brasil obteve o melhor resultado da rede no mundo, quando inaugurou onze novos restaurantes. Hoje, são 83 unidades no país.

O grupo Bloomin’ Brands conta com 11 000 colaboradores. Maroun deixa esposa e dois filhos. O velório acontecerá em São Paulo e o enterro ocorrerá em sua cidade natal, no Líbano.

Continua após a publicidade
Publicidade