Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Roger Abdelmassih, o foragido

Médico condenado a 278 anos de detenção sumiu no mês de janeiro

Por Alvaro Leme, Leonam Bernardo e Ricky Hiraoka Atualizado em 5 dez 2016, 17h30 - Publicado em 29 dez 2011, 12h10

Apontado durante anos como um dos grandes nomes da reprodução assistida no Brasil, Roger Abdelmassih tem no currículo mais de 7.000 bebês trazidos ao mundo. Infelizmente, para quem frequentava seu consultório, não é só isso.

+ Paulistanos que deram o que falar

+ A vida na penitenciária do Tremembé

Também constam em sua ficha (a policial) acusações de 56 estupros e tentativas de abusar sexualmente de 39 pacientes, pelas quais foi condenado a 278 anos de detenção. O médico é considerado foragido pela Justiça desde janeiro, quando foi ordenada sua prisão — o alerta vermelho soou quando ele deu entrada com a documentação para renovar seu passaporte.

Não adiantou nada: Abdelmassih sumiu e suspeita-se que esteja morando no Líbano ao lado da mulher, a advogada Larissa Maria Sacco, com quem teria concebido filhos gêmeos durante o período no exterior.

Continua após a publicidade
Publicidade