Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Protesto contra Bolsonaro toma conta da Avenida Paulista

Primeira grande manifestação contrária ao presidente em meio à pandemia fecha a via; presentes pedem mais vacinas e impeachment

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 29 Maio 2021, 17h35 - Publicado em 29 Maio 2021, 17h23

Manifestantes fecharam as duas faixas da Avenida Paulista neste sábado (29), durante uma manifestação contrária a Jair Bolsonaro (sem partido). Os cartazes dos presentes pedem mais vacinas contra a Covid-19,o impeachment do presidente e mais investimentos por parte do governo federal na área da educação.

Apesar da organização do ato incentivar o distanciamento social e o uso de máscaras, há pontos de aglomeração, contrariando as medidas de prevenção da pandemia da Covid-19. Marcado para às 16h, o protesto começou no lado sentido Consolação.

Imagem mostra duas mulheres com máscara segurando cartazes que dizem:
Ato contra Jair Bolsonaro na Avenida Paulista Arnaldo Lorençato/Veja SP

A Polícia Militar fechou o vão livre do MASP, mas o espaço foi invadido pelos presentes quando uma chuva começou na área. Após o fim da chuva, o ato começou a encher e o sentido Paraíso também foi tomado pelos presentes.

Representantes da UNE (União Nacional dos Estudantes) distribuem máscaras do tipo PFF2 e álcool em gel no protesto. Estão presentes também entidades como a UJS (União da Juventude Socialista), UBES (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas) e a Frente Povo Sem Medo, representantes de partidos como o PSOL, PT, PCB, PCO e da frente Povo Sem Medo, e entidades como Brasil Popular e Coalizão Negra por Direitos.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade