Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Profissionais da Educação de SP devem se cadastrar para tomar vacina

No grupo estão trabalhadores como professores, merendeiras e auxiliares de serviços gerais com 47 anos ou mais; veja como fazer cadastro

Por Redação VEJA São Paulo 1 abr 2021, 16h11

Profissionais que trabalham em escolas começarão a ser vacinados contra a Covid-19 a partir do dia 12 de abril após cadastro obrigatório no site criado pelo governo de São Paulo.

O registro deve ser feito em https://vacinaja.sp.gov.br/educação com informações como CPF e cargo e, após validação do cadastro, o profissional receberá em seu e-mail o comprovante VacinaJá Educação e um código que deve ser apresentado nas unidades de saúde dos municípios.

Na primeira fase, professores da educação básica, merendeiras, auxiliares de serviços gerais e faxineiros, secretários da escola, diretores e vice-diretores, professores coordenadores pedagógicos e cuidadores com 47 anos ou mais receberão o imunizante. Serão 350 mil profissionais.

O objetivo é que as aulas presenciais, consideradas serviço essencial, voltem com mais segurança. “A vacinação é só para quem está ativo e trabalhando efetivamente na escola. Inclusive profissionais que estão com contratos ativos, mas estão de licença por algum motivo, não entrarão na vacina neste momento. A prioridade é especialmente para quem está lá na sala de aula, limpando a escola, arrumando a escola”, disse o secretário da Educação, Rossieli Soares em coletiva de imprensa.

  • +Assine a Vejinha a partir de 6,90 

    Continua após a publicidade
    Publicidade