Operação prende policial com quadrilha de contrabando de cigarros

De acordo com a PF, as quadrilhas movimentavam 5 milhões de reais por mês

Uma operação da Polícia Federal (PF) cumpre 37 mandados de prisão contra integrantes de duas quadrilhas especializadas em contrabando de cigarros, na manhã desta terça-feira (17), em Sorocaba, interior de São Paulo. Entre os presos está um policial militar rodoviário, suspeito de facilitar o transporte dos produtos.

Também eram cumpridos 45 mandados de busca e apreensão e 32 de bloqueios de bens em outras cidades paulistas e dos Estados de Mato Grosso do Sul, Paraná e Espírito Santo. Caminhões e carros usados pelas quadrilhas foram apreendidos.

De acordo com a PF, as quadrilhas movimentavam 5 milhões de reais por mês com o contrabando de cigarros trazidos do Paraguai e distribuídos nesses Estados, obtendo lucro líquido de 2 milhões de reais mensais. Durante o período de investigação, foram apreendidos 4 milhões de maços de cigarros. O valor da sonegação chega a 14 milhões de reais.

Agentes da PF faziam buscas em casas localizadas em dois condomínios de luxo de Sorocaba, onde moram suspeitos de liderarem os bandos. Também eram alvo de buscas duas lojas de revenda de veículos que serviam de fachada para o contrabando.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s