Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Polícia investiga autores de atos de vandalismo em monumentos

Estátua de Borba Gato e icônica obra de Victor Brecheret foram cobertas com tinta; vândalos também picharam prédio da secretaria Estadual da Educação

Por Veja São Paulo Atualizado em 1 jun 2017, 15h55 - Publicado em 30 set 2016, 14h04

Foi aberta uma investigação para apurar os atos de vandalismo ao Monumento às Bandeiras, na Praça Armando Salles de Oliveira, no Ibirapuera, à estátua do Borba Gato, em Santo Amaro, e à sede da secretaria Estadual da Educação, na República, que amanheceu pichada nesta sexta-feira (30). As estátuas amanheceram cobertas com tinta colorida, assim como o prédio. A Polícia Civil, por meio do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), vai investigar os casos, informou a Secretaria de Segurança Pública.

+ Homem morre após pular de apartamento em chamas na Vila Maria

Segundo a pasta, uma equipe está indo nos locais para fotografar as pichações e verificar a existência de imagens de câmeras de segurança. Também será feita uma perícia nos locais.

20160930-3
20160930-3

As estátuas foram vandalizadas com tinta rosa, verde e amarela. Também foram encontradas cascas de ovos perto da estátua. Nesta manhã, os atos de vandalismo viraram assunto nas redes sociais e os termos “Borba Gato” e “Bandeiras” apareceram entre os temas mais comentados no Twitter. 

+ Confira as últimas notícias

A prefeitura informou que “equipes da subprefeitura trabalham, desde as primeiras horas do dia, na limpeza dos equipamentos”.

Continua após a publicidade
Publicidade