Mancha: polícia apura elo entre crime organizado e assassinato

Principal linha de investigação aponta disputa de membros ligados a facções pelo comando da torcida alviverde

A Polícia Civil apura uma possível ligação entre o crime organizado e o assassinato de Moacir Bianchi, fundador da Mancha Alviverde. Ele morreu durante uma emboscada com a participação de dois carros no Ipiranga, Zona Sul da capital.

A principal linha de investigação é baseada em um racha causado por desavenças entre integrantes da Zona Sul e diretoria. A rivalidade teria aumentado por conta da disputa de membros ligados a facções pelo comando da torcida. Imagens de câmeras de segurança na Avenida Presidente Wilson, local do crime, estão sob análise.

Veja também

Horas antes do crime, Bianchi havia participado de um conflito em frente à sede da torcida, próximo ao Allianz Parque. Sentindo-se desprestigiados, representantes da Zona Sul foram ao local agrediram alguns desafetos da cúpula da Mancha Alviverde. Bianchi foi encontrado morto dentro de seu carro, um Honda City, com pelo menos 16 tiros.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s