Clique e assine por apenas 5,90/mês

Estudante de veterinária é flagrado mantendo animais silvestres sem autorização

Caso ocorreu na Zona Norte da capital paulista. Investigação afirma que espécimes possivelmente seriam comercializados

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 17 set 2020, 19h42 - Publicado em 17 set 2020, 19h37

Um estudante de medicina veterinária foi flagrado mantendo animais silvestres sem autorização de órgãos ambientais. O caso ocorreu na capital paulista na quarta-feira (16), na Zona Norte, bairro da Freguesia do Ó. Segundo a investigação, os animais possivelmente seriam comercializados.

Policias civis foram até a residência, que fica na Rua Alice Garcia Vega, após receberem uma denúncia. No local foram localizados oito bichos, sendo quatro cobras: três da espécie corn snake e uma falsa cobra coral. O homem também mantinha quatro lagartos, das espécies pogonas vitticeps e geckos leopardo. Eles eram criados em cativeiro.

Os espécimes foram levados para o Centro de Manejo e Conservação de Animais Silvestres, que fica no bairro Anhanguera. O estudante foi autuado por manter exemplares da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

Continua após a publicidade
Publicidade