Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

O museu escondido da Santa Casa

Espaço pouco conhecido tem acervo com 7 000 peças

Por Fernanda Nascimento Atualizado em 5 dez 2016, 18h59 - Publicado em 21 jan 2010, 16h17

Existe museu no bairro de Santa Cecília? Sim, e recebe minguados quinze visitantes por dia. Uma pena, pois as 7 000 peças de seu acervo renderiam aulas e aulas sobre a história de São Paulo. Instalado em sete salas da Santa Casa de Misericórdia, o local reúne fotos, documentos e máquinas que contam a trajetória do hospital, um dos mais antigos da cidade. “Temos mais de quatro séculos de vida”, afirma Kalil Rocha Abdalla, presidente da irmandade que mantém a instituição.

Quem se animar a fazer uma visita poderá achar curiosa a Roda dos Expostos. Trata-se de um aparato que ficava instalado na porta do hospital para que mães sem condições de criar seus filhos os entregassem anonimamente para adoção. Foi usada por mais de um século e recebeu 4 696 recém-nascidos entre 1825 e 1950. Também interessante é um trambolho — para os padrões modernos — de quase 2 metros de altura que servia para retirar ciscos metálicos de olhos de operários. “Muita coisa aqui estava esquecida em ferros-velhos e depósitos”, conta Augusto Velloso, diretor do espaço, inaugurado em 2001. “Quem vier conhecer com certeza vai se divertir”.

Publicidade