Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Novo grupo de haitianos chega a São Paulo nesta sexta (19)

Pelo menos 900 imigrantes devem vir do Acre nos próximos dois meses. Prefeitura montou esquema para emitir carteiras de trabalho

Por Veja São Paulo Atualizado em 5 dez 2016, 12h22 - Publicado em 19 jun 2015, 19h59

A partir desta sexta (19), será retomada a chegada de haitianos a São Paulo. Em maio, o Ministério da Justiça e a Prefeitura de São Paulo firmaram um acordo para que o transporte dos imigrantes fosse suspenso. O objetivo era que a administração municipal paulista pudesse organizar a acolhida dos imigrantes antes que eles desembarcassem por aqui.

+ Bairro do Glicério concentra imigrantes haitianos

Nos próximos sessenta dias, a Prefeitura espera a chegada de 23 ônibus à rodoviária da Barra Funda, na Zona Oeste. O primeiro deles deve aparecer ainda nesta sexta (19). No total, cerca de 900 haitianos devem viajar para cá. 

Os recém-chegados já tem carteira de trabalho e serão orientados por funcionários que falam creole e francês. Receberão ainda indicação de abrigos públicos onde poderão ficar temporariamente. Um deles está na região da estação de metrô Armênia, na Zona Norte, e tem capacidade para quarenta pessoas. Outro, na Penha, acolhe até oitenta pessoas e será dedicado exclusivamente a mulheres e crianças.

+ Sem avisar, Acre envia haitianos para São Paulo

Emissão de carteiras

A Prefeitura de São Paulo conseguiu recentemente a autorização para emitir carteiras de trabalho para estrangeiros. Os critérios de expedição serão os mesmos exigidos pelo Ministério do Trabalho. O Ministério da Justiça fez um convênio com o estado do Acre no valor de mais de 1 milhão de reais para desconcentrar os destinos dos imigrantes, conforme padrões de demanda de emprego do mercado de trabalho.

Continua após a publicidade
Publicidade